A carregar...
Registo de Dominios Angolanos - .AO, .CO.AO, .ED.AO, .GV.AO, .OG.AO e .PB.AO

Amnistia Internacional pede a Luanda para não extraditar "golpistas" congoleses

1 1 1 1 1 Como classifica este artigo? 0.00 (0 Votos)

Lisboa - A Amnistia Internacional acusou as autoridades angolanas de terem torturado vários congoleses acusados de estarem a preparar em Cabinda uma operação de destabilização contra o governo da República Democrática do Congo.

Fonte: VOA

A organização apelou ainda ao governo angolano para não extraditar os presos por estes correm o risco de serem torturados e condenados à morte.

A prisão dos congoleses foi anunciada oportunamente pela Voa que revelou na altura que os presos estavam a tentar recrutar exilados para uma operação contra o governo de Kinshasa.

Num comunicado a Amnistia exortou também o governo angolano a investigar alegações de que os detidos foram torturados após terem sido detidos em Cabinda.

A Amnistia Internacional diz ter recebido informação que durante a sua detenção em quartéis militares em Cabinda os detidos foram espancados à coronhada, pontapeados e agredidos a soco. Nenhum dos detidos, disse o comunicado, recebeu cuidados médicos pelos ferimentos causados por essa a tortura.

A Amnistia diz ainda que os homens foram detidos a 22 de Novembro  e foram mantidos incomunicáveis até 22 de Dezembro.

A organização de direitos humanos disse ainda recear que alguns desses homens sejam agora repatriados para a República Democrática do Congo  onde existe um risco real de serem torturados e de serem condenados à morte.

Isso, diz o comunicado, seria uma violação da lei internacional de direitos humanos quer proíbe o repatriamento de pessoas para países onde exista o risco real de serem torturados .

A Amnistia Internacional recorda que a constituição de Angola proíbe a extradição de cidadãos estrangeiros por motivos políticos e que possam fazer face a execução.

Fontes não oficiais disseram à Voa há algumas semanas atrás  que os militares do então exército de Mobutu, entre os quais um francês e um  Belga de origem congolesa, realizaram encontros preparatórios em Cabinda para a concertação e avaliação das possíveis formas de invasão.

A partir do território de Cabinda foi recrutado um número considerável de ex-militares das forças do ex-Zaire para a invasão que se pretendia desencadear naquele país a partir do baixo Congo.

Desde a queda do regime do Marechal Mobutu, milhares de cidadãos congoleses entre civis e ex-militares refugiaram-se em Angola, tendo alguns deles estabelecido residência na província de Cabinda onde muitos vivem em situação de ilegalidade.

Não obstante as constantes operações de repatriamento de imigrantes oriundos daquele pais vizinho, dezenas de congoleses entram diariamente em Cabinda porc diferentes vias, em busca de melhores condições de vida.






Debate o tópico nas redes sociais:





Debate no Club-K:


NOTA: Os comentários postados neste portal são publicados sem edição prévia e são da exclusiva responsabilidade dos seus autores. Por favor, leia os Termos de Uso. O Club-K reserva-se ao direito de moderar os comentários suspeitos de conter palavras ofensivas e apagar os que não cumpram as regras.



Comentários Arquivados:



Actualizar comentários 

0 londrino 16-02-2013 14:27 #13
isso seria uma boa ideia, mais infelizmente o JES e um granda bruxo ele vai saber disso antes de todos nos
+2 Sincero 15-02-2013 19:43 #12
Alguem sabe como desviar o meteorito que vai passar sabado para bater aqui no palacio do JES???
-2 ukua 15-02-2013 19:03 #11
...esta amnistia que va aos estados unidos para soltarem os presos de guantanamo em vez de espiolhar em angola....sao golpistas e vao ter o tratamento qu merecem...eu sabia que os franceses estavam por detras disto, mas enganaram/se...
+1 pires feliciano 15-02-2013 16:54 #10
JES muito bem sabe quando Kabila com os allia-dos derrobaram o présidente Mobutu precisaram de Angola tal como Ouganda,Ruanda e Burundi até Congo -Brazzaville.ag ora se os Congolense -Rdc estima-se que Kabila traiu os seu sonho deve calar como fizeram Angolanos Réfens? ou esta no seu direito?
-3 Maiombe 15-02-2013 15:44 #9
Nada constitui verdade essa historia mal contada.E' um plano do MPLA isso para fortificar as suas fronteiras.E para melhor proseguirem a FLEC do Nzita Tiago.Pois cada arvore na floresta do Maoiombe corresponde a um Flec.Todo o Cabindiano nao importa a idade e sexo e' sempre Flec no sangue, deixa de ser Flec quando o destino o chamar mesmo na cova continua ser FLEC mesmo morto tudo devido a maldade do MPLA_PT
+2 Novangola 15-02-2013 14:54 #8
JES, Agostinho Neto, Savimbi, Holden Roberto, Maria Eugénia Neto eram considerados de serem terroristas pelo regime colonial), Eles andavam escondidos no Kongo do Mobutu para as suas accoes políticas e militares contra o colono. Mas se de repente, o Mobutu tivesse mandado aprisionar os "rebeldes" angolanos, e entregando-os à PIDE colonial, o que diria o senhor JES nesse caso? Será que o Mpla iria dar parabéns ao Mobuto? Nao vai há muito tempo, em que o nosso próprio território era usado pelos guerrilheiros da Namília contra a ocupacao do apartheid. Imaginemos só, se Sam Nujuma e os seus companheiros tivessem sido tratados de igual forma pelo governo do Mpla, aprisionando-os e despachando-os para as garras do apartheid? A vida humana deve merecer de proteccao contra os actos de tortura e assassinatos, de acordo com a convenccao internacional para os Direitos Humanos.
Mas o "camarada" JES e o Mpla sao "mestres das Violacoes" dos Direitos humanos!
+1 londrino 15-02-2013 13:15 #7
esta Amnistia Internacional parece que anda mesmo a dormir estao pedir ao diabo de Angola JES algum que eles sabem muito bem que nunca vai ser aceite por ele, esses golpistas congoleses a este momento ja estao nas maos do Kabila e apanhar muito zurra ate a morte.

JES=KABILA
+2 jose analdo 15-02-2013 07:17 #6
Fonte: Sempre preto nunca c15-02-2013 02:40#4

Enquanto cada um tiver apenas preocupado com o seu bolso, Angola irá continuar na mesma. Uma ditadura muito mal mascarada de democracia e elites dominantes com base na cor do partido, no teste da cama, parentescos ou no crioulismo! Não sejamos ingénuos JES e seu clã irão perpetuar se mais não fôr feito. Sugiro o regresso às manifestações.
+4 Vieira Lopes 15-02-2013 04:42 #5
Os naturais de Cabinda,são comprados pelo governo central de Luanda,olha só o nosso eng.do Ministerio de agricultura,o NHUNGA deixou de ser aquele homem que todos nós conhecemos,o dinheiro levou-lhe a desenfreada corrupção,o acúmulo de bens materiais,mulhe res em tudo que é canto,tornou-se num exebisionista,a rrogante,olha nos outros com desprezo,quem viu o NHUNGA,como meu colega em Ndalatando,era pobre,partilháv amos a mesma residência da empresa,mas hoje passa por mim,como se nunca me tivesse visto,mesmo assim,procurei falar com ele no ministério própriamente no IDA tem lá a Sra. Secretária que entra e sai do gabinete,escolh e os visitantes que entram ou não,um verdadeiro alvoroço,gente desiste de tanta humilhação,ouvi gente dizer que é mais fácil falar com o srºMinistro CANGA do que ele.QUANTA ARROGÂNCIA??
+3 Sempre preto nunca c 15-02-2013 02:40 #4
Enquanto cada um tiver apenas preocupado com o seu bolso, Angola irá continuar na mesma. Uma ditadura muito mal mascarada de democracia e elites dominantes com base na cor do partido, no teste da cama, parentescos ou no crioulismo! Não sejamos ingénuos JES e seu clã irão perpetuar se mais não fôr feito. Sugiro o regresso às manifestações.
leftCLUB-K.net é um portal informativo angolano ao serviço de Angola, sem afiliações políticas e sem fins lucrativos cuja linha editorial consubstancia-se na divulgação dos valores dos direitos humanos, educação, justiça social, analise de informação, promoção de democracia, denuncias contra abusos e corrupção em Angola.

O CLUB-K.net foi fundado aos 7 de Novembro de 2000, e é integrado por jovens angolanos (voluntários), com missão representativa em diversos países e reconhecido a nível internacional como uma organização não governamental.

REDES SOCIAIS

NEWSLETTER

Assine a nossa Newsletter para receber novidades na sua caixa de e-mail. "Gosta" da nossa página no Facebook para receber novidades na parede do seu perfil no Facebook.

INSERE O SEU E-MAIL