Lisboa - Abílio Kamalata Numa, antigo Secretário Geral da UNITA, remeteu recentemente um extenso documento junto do Conselho Nacional de Jurisdição do maior partido da oposição, um órgão equivalente a “tribunal constitucional” das estruturas da agremiação fundada por Jonas Savimbi. Os membros da comissão política que tiveram acesso a copia do documento interpretam o gesto do general reformado como solicitação de impugnação da gestão de Isaías Ngola Samakuva.

Fonte: Club-k.net

gen numa2.jpg

O general na reforma solicita debate interno abrangente e apresenta pontos consubstanciado ao desfecho dos resultados das eleições de Agosto de 2012, ao qual defendia a realização de um congresso extraordinário para eleição de uma nova direcção. Numa, é de opinião que o partido deveria estar mais actuante na vertente oposicionista ao regime.

 

Esta é a terceira documentação que o deputado da UNITA apresenta a este órgão judicial partidário. Desta vez, o extenso documento não só revitaliza pontos das reivindicações anteriores mas como também apresenta a sua visão sobre aquilo que considera constituir violação aos estatutos por parte da actual direção.

 

As revendições do general Kamalata Numa que agora se revela oposto a liderança de Isaias Samakuva, são encaradas internamente como reflexo da sua própria preparação a disputa de um eventual congresso. Goza da estima de uma corrente de ex- militares que o tem como seu “líder militar”.



DEBATE NAS REDES SOCIAIS:




DEBATE NO ANÓNIMATO: