A carregar...

Judith denuncia ter feito confissões sob tortura da DNIC

1 1 1 1 1 Como classifica este artigo? 3.69 (21 Votos)

Lisboa – Judith Maria Graça da Silva, a presumível autora do assassinato da bancaria Bárbara Marise Menezes de Sá Nogueira confessou aos familiares que as confissão, por si, feita nos autos da polícia de investigação criminal de Luanda foi sob tortura e que a terão forçado assinar declaração com três versões sobre as razões que a terão levado a tirar a vida da amiga.

Fonte: Club-k.net

A detida foi transferida esta segunda-feira (15) da Direção Provincial de Investigação Criminal (DPIC) para a comarca de Viana, em Luanda. Durante aos interrogatórios, segundo confissões de Judith da Silva aos familiares, foi espancada com porretes nas costas, murros no peito. Até pouco tempo ela tinha o rosto roxo (área do olho) com os sinais de bofetadas pelos agentes da investigação criminal. Judith da Silva foi detida aos 4 de Junho e a polícia criminal, somente a apresentou a imprensa, no dia 9 de Julho, passado um mês que aconteceu o crime.

 

Segundo os familiares, a DNIC guardou-lhe por quase trinta dias para aguardar que as marcas da tortura se cicatrizassem. Contou ainda aos seus próximos que durante o momento que esteve sob detenção da DNIC foi retirada na calada da noite, sob ameaças de execução/violação acrescidos a intimidações de que já não voltaria a ver o esposo e o filho, caso não colaborasse com a polícia.

 

Quanto ao cidadão Ângelo Lopes apresentado como seu cúmplice, a mesma alegou que apenas conheceu na DNIC a pouco tempo dando a entender que tratou-se de um jovem que a polícia “arranjou”. Argumentou, aos mesmos, que era impossível conhecer alguém em menos de três semanas e esta mesma pessoa, no caso do taxista empresta-la a viatura para uma ação do género.

 

Aos familiares, Judith da Silva revelou ainda que sob a tortura a que foi submetida não tinha como não assinar as declarações de confissões que fez aos investigadores. Dentre as versões que alegadamente apresentou, a detida disse que mantinha “relações íntimas” com a falecida e que a teria tirada a vida no seguimento de um desentendido por causa de uma terceira pessoa que terá se intrometido no seu seio. Familiares da falecida com destaque a uma filha mais velha, de 18 anos que clamam por justiça rejeitam a versão que apresentam a malograda Bárbara Marise Menezes de Sá Nogueira como tendo um envolvimento amoroso com a sua presumível assassina.

 

De realçar que esta não é a primeira vez que surgem denuncias que apresentam a DNIC chefiada por Eugénio Alexandre como estando a fazer recurso de praticas de tortura contra os detidos a fim de obriga-los a fazer confissões do seu interesse. Na definição interna da DNIC , a aplicação de tais praticas de tortura são designadas como “investigação do terceiro grau”. No passado fizeram contra o cidadão Manuel Lima “Bravo” , tendo o caso sido denunciado por familiares. No sentido de evitar denuncias sobre os maus tratos contra os detidos, o director da DNIC, Comissário- Chefe Eugénio Alexandre decidiu perseguir o Club-K. Abriu processos contra o jornalista Lucas Pedro e ao activista José Gama, a fim de irem responder junto a Procuradoria geral da República, em Angola.






Debate o tópico nas redes sociais:





Debate no Club-K:


NOTA: Os comentários postados neste portal são publicados sem edição prévia e são da exclusiva responsabilidade dos seus autores. Por favor, leia os Termos de Uso. O Club-K reserva-se ao direito de moderar os comentários suspeitos de conter palavras ofensivas e apagar os que não cumpram as regras.



Comentários Arquivados:



Actualizar comentários 

0 Filomena Freitas 05-08-2013 10:59 #129
Também deve morrer, não tem q reclamar as torturas. O ela fez a outra e pior quem vai dar amor de mãe aquelas crianças. Deveria ser morta aos poucos, podiam lhe arrancarem um membro de cada vez pra sentir o q a outra sentiu.
0 Mario 24-07-2013 13:04 #128
meu deus quando é que esse tipo de casos catastrofico vai acabar cada dia é mais um caso terrivel, do homem q Mata a mulher, ea mulher q Mata o homem só falamos de violênçia vamos procura optar em outra coisa
0 revoltado 24-07-2013 12:21 #127
bem feito pra ela .nos nao queremos saber o que se passou enquanto presa sua cabra da merda.achas que isto vai devolver a vida da senhora.ate podem lhe enfiar com garrafa no cu nao interessa
0 Ermelinda 24-07-2013 04:32 #126
Fico pasma,só de ler certas coisas.... A fulana mata,é desprovida de carácter,sentim entos... Fria ,Psicopata,e agora vem bancar a vitima???? e ainda diz q foi torturada???? Q nome tem o q ela fez a amiga????????? Qta frieza e o mais triste,é q ainda se levantam vozes a questionar o comportamento da policia? Ela tem de ser condenada,deixe m-se de tretas,inocente ? como pode esse ser horroroso merecer pena de alguem??? CADEIA PARA ELA È POUCO...
0 Sala 23-07-2013 22:35 #125
Na minha localidade própriamente Bom pastor,tivemos a morte de 3 agente.O governo pensando em boa solução,manda policias de interveção rapida,Em vez de controlar a população agora tbém cobram os 100kZ que burrográcia é este.
0 domingos 23-07-2013 18:03 #124
como a gaja e boa,tem boa cor e bonita,si eu fosse dnic,passava todas as noite a fodela no cú...deiaxa a chuchuta quente sua puta lésbica sem vergonha...mere cias mais que a tortura...bitch hhhhhhhhhh
0 Sinuca 23-07-2013 17:23 #123
Atenção juventude,MOVIM ENTO JUVENIL ANGOLANO, vem e participa conosco na mudança e apresenta as suas sugestões e contribuições vamos revolucionar o pais e fazer a nossa voz ser ouvida em todo pais e no resto do mundo.
0 Chuchuada 23-07-2013 16:54 #122
Se as confições foram feitas sob tortura ela está a querer dizer o que? Que são falsas? Ok, então agora que ela não está sob tortura ela confessou o quê? Alguém sabe?
+2 Chuchuada 23-07-2013 16:46 #121
Ela é muito astuta
Primeiro disse a polícia e ao marido da vítima sabia do paradeiro da vítima.
A seguir descobre-se que foi ela que asassinou a Bárbara
Depois foi detida
Passado algum tempo é apresentada para dar uma conferência de imprensa onde ela apareceu toda arrogante respondona, sem mencionar maus tratos

Agora que caso teve algum desenvolvimento ela diz que foi torturada.

Se foi mesmo torturada ela que prove, e se não matou a Bárbara e isso tudo é um erro ela que diga então o que realmente aconteceu e assuma as consequências de seua actos
0 Sinuca 23-07-2013 16:44 #120
Atenção juventude, já esta conosco o MOVIMENTO JUVENIL ANGOLANO vamos revolucionar o pais vem e participa desta mudança de consciência do jovem angolano. Vamos juntos defender os nossos direitos e apresentar as nossas sugestões para que a nossa voz seja ouvida de cabinda ao cunene e no resto do mundo.
leftCLUB-K.net é um portal informativo angolano ao serviço de Angola, sem afiliações políticas e sem fins lucrativos cuja linha editorial consubstancia-se na divulgação dos valores dos direitos humanos, educação, justiça social, analise de informação, promoção de democracia, denuncias contra abusos e corrupção em Angola.

O CLUB-K.net foi fundado aos 7 de Novembro de 2000, e é integrado por jovens angolanos (voluntários), com missão representativa em diversos países e reconhecido a nível internacional como uma organização não governamental.

REDES SOCIAIS

NEWSLETTER

Assine a nossa Newsletter para receber novidades na sua caixa de e-mail. "Gosta" da nossa página no Facebook para receber novidades na parede do seu perfil no Facebook.

INSERE O SEU E-MAIL