A carregar...
Registo de Dominios Angolanos - .AO, .CO.AO, .ED.AO, .GV.AO, .OG.AO e .PB.AO

As vezes recordo-me deste tempo - Fernando Vumby

1 1 1 1 1 Como classifica este artigo? 0.00 (0 Votos)

Alemanha - Para não perder a originalidade tenho que utilizar neste texto termos que já foram parte do nosso vocabulário outro-ora.

Fonte: Club-k.net

ImageAs vezes acordo inspirado em escrever coisas como essas e por uma questão de hábito pouco me importo que falo até mesmo de pessoas da minha família .

Não é porque me recuso á respeitá-las ou a amá-las como pessoas do mesmo sangue , mais sim porque elas sendo parte destes acontecimentos como escondê-los?

Já dizia o outro ; o meu grande problema é ter o coração na boca e ainda outro aconselhou-me a não dizer tudo que sei !

Como nunca gostei fazer das minhas experiências um monopólio privado , vou repartir sempre convosco todo pedaço da história da minha vida.

AS VEZES RECORDO -ME DESTE TEMPO , ACONTECIMENTOS & DESTES KOTAS

Uma das coisas que mais me revolta é saber que tanta malta do meu tempo e não só.

Pessoas que amarraram ou seja estudaram durante vários anos , nos tempos em que para se entrar para um Liceu Salvador Correia ou Feminino era preciso ser mesmo bom aluno e não havia espaço para a gasosa ou coisa do género como nos dias de hoje.

Hoje ver muitos andarem arrasca da vida , alguns todos secos , sem perspectiva de vida porque se recusaram á alinhar com um regime corrupto e vão morrendo aos poucos tão cedo por falta de equilíbrio fisico e psiquico.

E pior mesmo sendo pessoas que por aquilo que sabem estariam em condições para governar Angola , passarem as piores humilhações e terem que aturar pessoas com o calibre de um Piedade hoje conhecido por Nandó .

Quem tem a minha idade e morou nas Bs ou nas Cs , jogou bola no campo do S.Domingos , no largo da capela por detrás da escola da Jinguba ou enfrente a escola do Micate .

Deve se recordar deste Piedade hoje Nandó , era liambeiro e isto vi com os meus próprios olhos.

Repartia o seu charuto com o meu irmão mais velho um dos seus melhores amigos de infância no quintal do S.Domingo e no Centro Social de S.Paulo onde era uma espécie de mutamba das figuras mais famosas do bairro.

Na sua maioria semi-analfabetos , competiam-se nas namoradas , nas roupas de marca , nas lutas , nas quedas , kapangas e até no feitiço para terem quase tudo.

Só nos estudos sinceramente falando eram quase todos vazios , mais sempre com o nariz no ar , mesmo lendo os jornais com as letras ao contrário e tentando falar um inglês misturado com kimbundo e cheio de calão para iludir a plateia jovem e conquistar as garotas do bairro.


Era o tempo em que cobertório chamavam " kubelo " e as moças " cangaia " o matabicho " matamba "

Mas este grupo do Piedade "Nandó " , Pinho , Jaime Longas , Django , Damião , Kalemba , Lito Bangão o verdadeiro do bairro saiote que só curtia pulas essa malta só tinha a mania de afinar o português e se julgavam nos mais finos do bairro.

Quem tivesse uma pula naquela altura era considerado como um menino fino pois não curtiam as discotecas do musseque nem os bares para além do asfalto.

Qual bar " Chaves " qual quê ?

Qual discoteca do Farias , kudissanga kuamakamba , Braguês , Giro-Giro , Perdidos , Costa Caverdiano ou nos irmão Rufino , qual quê ?

Era uma malta que se considerava de fina , porque alguns já tinha carros mesmo roubados na baixa ou não , com cartão de condução ou não o mais importante era a banga e dar nas vistas..

Vestiam do mais caro da casa Saratoga , la finex e outras botiques de nome , onde só entravam os famosos bangões do Sambizanga na altura ; Paixão , Boa Pinga , Adão ,kapreto e outros que eram considerados como uma espécie de " gatunos revolucionários " porque só assaltavam pulas ricos .

Dizia-se que tinham pau !

Eram ladrões que roubam muito dinheiro e levavam uma vida verdadeiramente luxuosa para o nivel dos bairros onde viviam.

Alguns kamanguistas também já haviam , uns até falsificavam o diamante mesmo em casa utilizando cacus de garrafão e os vendiam na baixa .

Quem se lembra do kota -- Kapingano , Trinony , Beto da Honda , Joãozinho Cordeiro e outros famosos da kamanga que já tinham os olhos abertos como se dizia na altura?

Qual estudos , quais leituras e os que pouco liam quando o faziam gostavam das revistas de bow boys e aventuras onde apreendiam todos os truques da bandidagem .

Perguntem ao Quim Ribeiro , quais eram os livros que ele mais lia naquele tempo ?

Lembro-me dele como se fosse hoje , no café do Areias " bairro Cazenga " , com o Zargateiro -Zé Pedro já falecido sobrinho da famosa mama Donana do bom bom com jinguba .

ATÉ ESTUDIOSOS VIRARAM BUFOS AO SERVIÇO DO CRIME ?

A outra maka e ainda mais revoltante é saber que alguns destes kotas que eram os grandes estudiosos do bairro , fenominais na matemática tratavam a álgebra por tu ,verdadeiras fontes do conhecimento .

Hoje se transformaram ou foram transformados em instrumentos do crime organizado pelo regime , bajulam de todas as maneiras e raramente não estão prontos para matar quem contesta .

Em troca de umas viagens para a Europa ou de um cargo de director num gabinete qualquer onde até nem por isso são tidos e achados como deveriam.

 

FORÚM LIVRE OPINIÃO & JUSTIÇA

Fernando Vumby






Debate o tópico nas redes sociais:





Debate no Club-K:


NOTA: Os comentários postados neste portal são publicados sem edição prévia e são da exclusiva responsabilidade dos seus autores. Por favor, leia os Termos de Uso. O Club-K reserva-se ao direito de moderar os comentários suspeitos de conter palavras ofensivas e apagar os que não cumpram as regras.



Comentários Arquivados:



Actualizar comentários 

-1 AFAMADO 19-07-2013 23:17 #20
A BIBLIA nos diz, tudo e permitido mas nem tudo e necessário, fumar liamba e uma experiencia de alguns jovens mas o iletrado e condição social que não deveria nos lugar de direção. Muitos gdes homens são drogueiros ou diambeiros hereditário ou adquirido, não encorrajo
-1 AFAMADO 19-07-2013 23:10 #19
Os camundongos tem os seus feitos e sei que a vossa luta estava mais na literatura, procurem nos contar o que, não desqualificando as do mais velho wanhenga xitu. Enquanto exilado sabia que os de Luanda chamavam-se são-polo, so mais tarde dei conta q se tratava de são polo de novais, hoje conhecido simplesmente SAO PAULO. . HISTORIA DE ANGOLA precisa-se, mais gerações futuras.
-1 AFAMADO 19-07-2013 23:01 #18
A Barra de Dande, Kibassi -quibaxe- Alto-Hama e mais áreas das lundas e mais serviram de bases dos ex-katangues que lutavam contra os movimentos de libertação de angola. A aliança com o mpla se justifica porque todos serviram o regime colonial. A historia verdadeira de angola há de confirmar isto. grato, a frente e o caminho........ .....
-1 AFAMADO 19-07-2013 22:56 #17
Verdades elas são mesmo verdades, nem sempre bom para serem ditas, agora diga-me qual vinculo existente Barra do Dande e o bairro da vossa infância, já que la ainda conhecemos uma fazenda parece pertença dos Piedades chamada CATANGA bem dito KATANGA, afinal não e neto de avos provenientes de Brazil mas da RDC, explica e não complica-Senao concluo, isto esta entregue a bicharada. São ou sois todos de la que estão dar trabalho aos auctotones.
0 Fernando Vumby 19-07-2013 15:16 #16
Quem conhece o Kapingano sabe que este kota foi dos primeiros kamanguistas em Luanda e logo depois da dipanda surgiu o Zwela do Transa America azul um mulato que era muito famoso no BO , Marcal Vila Alice entre outros bairros de luanda.Claro a venda de diamante nao era feita abertamente por causa mesmo do perigo que era mais os kamanguistas tinham os seus clientes próprios entre eles conheci um pula que era director na FTU fabrica de tabacos na estrata de catetet .O mesmo morava na Vila Alice nao longe da farmácia Luanda.
0 Sky 19-07-2013 05:35 #15
Ehhh grande Vumby
0 Pela Verdade 7 18-07-2013 23:05 #14
Nessa época, muitos colonialistas de mau carácter e caloteiros (não eram todos mas havia muitos), pontapeavam e partiam as caixas dos engraxadores da Mutamba, cada vez que o trabalhador ousasse exigir que lhe pagasse a engraxadela feita com brio e honestidade-Por causa disso Agostinho Neto, e numa medida populista, proibiu a actividade de engraxador em Angola, proibição que não fazia sentido porque o colono já se tinha ido embora e os engraxadores deixaram de ter ganha-pão).
SE OLHAREM PARA A ANGOLA DE HOJE, MUITA COISA SE ESTÁ A REPETIR
0 Pela Verdade 6 18-07-2013 23:02 #13
-Antes de 1974, a Saratoga perto da Mutamba e do Café polo Norte (edifício velho da Sacor,hoje SonangoL) e a La Finess,(com 2 ésses e não com X), inaugurada em 1973 em Luanda, pelo hoje famoso Augustus, e fechada em 1976), tinham cariz muito sectário e não atendiam clientes suburbanos.
As pessoas que não viveram esses tempos, têm o direito de saber que nessa altura um negro suburbano que entrasse numa dessas lojas elitistas, seria escorraçado ou maltratado, como se fosse um criminoso, um allien ou um leproso.
0 Pela Verdade 5 18-07-2013 22:59 #12
-Antes de 25 de Abril 1974, os genuínos e m.u.l.a.t.o.s donos ou chaufers de carros eram catalogados pelas autoridades, logo era impossível um negro não encartado andar de carro, ainda por cima roubado, e nas ruas de Luanda, sem ser quase imediatamente detectado, preso, espancado e quiçá desterrado para o Tarrafal.
0 Pela Verdade 4 18-07-2013 22:57 #11
- Antes de 25 de Abril de 1974, vender kamangas era uma actividade altamente perigosa, porque a polícia colonial e a PIDE perseguiam quem se atrevesse praticá-la, porque as penas de prisão eram pesadíssimas, logo não faz sentido essa história de nessa época venderem falsificações baratas de diamantes, em plena Baixa de Luanda (essa prática só passou a suceder entre Abril de 1974 e até o MPLA pegar no controlo de tudo e todos, perseguindo também impiedosamente os kamanguistas).
leftCLUB-K.net é um portal informativo angolano ao serviço de Angola, sem afiliações políticas e sem fins lucrativos cuja linha editorial consubstancia-se na divulgação dos valores dos direitos humanos, educação, justiça social, analise de informação, promoção de democracia, denuncias contra abusos e corrupção em Angola.

O CLUB-K.net foi fundado aos 7 de Novembro de 2000, e é integrado por jovens angolanos (voluntários), com missão representativa em diversos países e reconhecido a nível internacional como uma organização não governamental.

REDES SOCIAIS

NEWSLETTER

Assine a nossa Newsletter para receber novidades na sua caixa de e-mail. "Gosta" da nossa página no Facebook para receber novidades na parede do seu perfil no Facebook.

INSERE O SEU E-MAIL