A carregar...

SINPROF acusa Muangala de repressão

1 1 1 1 1 Como classifica este artigo? 2.75 (2 Votos)

Luanda - O Sindicato nacional dos Professores, SINPROF, solidarizou-se com os professores em greve na Lunda Norte e condenou as acções do governo dessa província contra os grevistas.

Fonte: VOA

O Conselho Nacional do sindicato que reuniu no Kwanza Sul disse que as acções do governador Ernesto Muangala em fazer uso de enorme aparato policial para reprimir os professores e o despedimento sumário de muitos deles são o que chamou de uma clara violação dos seus direitos.

o sindicato fez notar que o governo da Lunda Norte não tinha tomado quaisquer medidas contra conhecidos casos de corrupção.

Para o Sindicato de professores, tais acções só prejudicam a confiança dos trabalhadores e reduz a credibilidade das entidades e instituições públicas, factor negativo na necessidade de aproximação das partes em conflito.

Assim é que o SINPROF aconselha que o governo deve apostar em sanar as irregularidades pendentes e que prejudicam os trabalhadores e não na tentativa de esmagar os descontentes pela via repressiva.

Sobre as recomendações o sindicato de professores destacou que o governo deve fazer anualmente a actualização das categorias dos professores que depois de 2010 elevaram o seu nível académico e profissional.

No comunicado final o conselho manifestou a sua preocupação no que tange ao tratamento burocrático dos casos a haver com salários e subsídios de cargos de direcção e chefia, a adequação de categorias de colaboração docente e dos professores desactivados do aplicativo informático.

O SINPROF fez notar a contínua insistência dos governos provinciais em inviabilizar o processo de negociação e contactos com os secretariados provinciais do SINPROF.

A questão dos subsídios de atavio, transporte, alimentação, exposição directa e indirecta aos agentes biológicos, químico e físicos que continuam válidos e não revogados como alguns círculos fazem crer foi outro dos pontos subilnhado pelo SINPROF.






Debate o tópico nas redes sociais:





Debate no Club-K:


NOTA: Os comentários postados neste portal são publicados sem edição prévia e são da exclusiva responsabilidade dos seus autores. Por favor, leia os Termos de Uso. O Club-K reserva-se ao direito de moderar os comentários suspeitos de conter palavras ofensivas e apagar os que não cumpram as regras.



Comentários Arquivados:



Actualizar comentários 

0 MABIALA PEDRO 23-07-2013 06:54 #24
KIANVU TAMU (CANDONGUEIRO) : O CANDONGUEIRO KIANVU TAMO CONTINUA A SUA OBRA DE PRESSIONAR OS GESTORES A FIM DE TIRAR DIVIDENDO E MATONDELE. A DIRECTORA DA FACULDADE DE MEDECINA, O DIRECTOR DO ISCED/CABINDA SEMPRE FORAM ALVOS DE ASSÉDIO FINANCEIRO. O KIANVU QUER RECUPERAR O SEU ATRASO FINANCEIRO QUE ELE TEVE QUANDO ANDOU NA UAN. É TRISTE. ESPERAMOS QUE O MINISTRO O AFASTE PARA NÃO SUJAR A SUA IMAGEM E PRESTÍGIO QUE O MINISTÉRIO VAI GRAJANDO NO MEIO DOS INTELECTUAIS E DOCENTES ANGOLANO. FIQUEM ATENTOS COM ELE CAROS GESTORES. ELE NÃO TEM ESCRÚPULO NEM PIEDADE.
+1 Edson Henriques 22-07-2013 12:41 #23
É próprio das ditaduras não apostarem na educação do seu povo para perpetuarem o poder,por isso não esperem desses governantes outra atitude.
-1 REVÚ 22-07-2013 10:00 #22
QUANDO SE TEM UM GOVERNADOR SÓ PARA SATISFAZER QUESTÕES ETNICAS E TRIBAIS E NÃO SE OLHA A COMPETÊNCIA É O QUE DÁ.
-1 Jose Neto 21-07-2013 21:52 #21
Ainda bem que és Anonimo,porque mentes a si próprio e aos seus seguidores.Come nte com verdade e não mintas Anónimo ou Domingos Oliveira?
+1 Massekele kutunga 21-07-2013 10:34 #20
Continue firme, vamos apertar a governação com a greve geral, trabalhámos mas para nos realizarmos temos que nos sacrificar tanto para obter as coisa porque o salário não chega. Empréstimo no bpc saí por esquemas, ten sque pagar para obter um emprestimo que vais pagar. GREVE NACIONAL NA EDUCAÇÃO.
0 joao 20-07-2013 19:12 #19
O cantor angolano residente no bentiaba namibe angola, lança o seu primeiro singuel toca me. YOUTUBE
+1 Catala 20-07-2013 17:55 #18
O director da educação da provincia da lunda norte o problema dele e querer se erequecer rápido com os dinheiro do sector porque nao se admite um director como aquele sem programas no sector mais com olho grande no dinheiro
+1 Anônimo 19-07-2013 11:31 #17
A Educação na Lunda Norte é uma anedota. Aonde param os resultados do inquérito conduzido pelo Inspector Geral do Esatdo e o Procurador Mota Liz? Aqui na província todos sabem que até o governador do MPLA Ernesto Muangala e os seus adjuntos no governo e no partido, o Mukendi e o Luís Kitamba ficaram ricos com o dinheiro roubado a educação como professores fantasmas. Por favor os professores têm razão e o uso da força não leva a lado nenhum. O bom exemplo seria exonerar e conduzir as cadeias os que roubaram e andam a ostentar riqueza obtida de forma fraudulenta. Saudades do Maiato.
-2 Nitrato de Prata 19-07-2013 11:09 #16
O Dir. Prov. da Educação da Lunda Norte é incompetente, não consegue resolver os problemas dos professores e nem entende aquilo que os professores falam e sentem porque nem tem formação na área de Educação. Por esta razão é que fugiu do Bié, sentia-se um peixe fora da água quando esteve no Departamento de Administração e Serviço da D.P.E do Bié. Nem tinha ideia do que se tratava na sua área ou Departamento. Entrava sempre em desavenças com os seus colegas até com o Dir. Provincial da Educação, queria a todo custo ser Dir. Prov., só que foi infeliz tinham mesmo é que voltar a sua terra Natal.
+1 Ngongo Yove 19-07-2013 10:27 #15
Camarada Muancala,
Se não poderes resolver a questão dos professores que por ti foi provocada então renúncia a governação da Província.
Os projectos em carteira passados pelo Dr. Gomes Maiato, nada este feito, vai dar injecções as vacas que é o lugar onde não devias ter saído.
Mulheres a serem mortas e são lhes retiradas órgão genitais não tomas nenhuma providência .
leftCLUB-K.net é um portal informativo angolano ao serviço de Angola, sem afiliações políticas e sem fins lucrativos cuja linha editorial consubstancia-se na divulgação dos valores dos direitos humanos, educação, justiça social, analise de informação, promoção de democracia, denuncias contra abusos e corrupção em Angola.

O CLUB-K.net foi fundado aos 7 de Novembro de 2000, e é integrado por jovens angolanos (voluntários), com missão representativa em diversos países e reconhecido a nível internacional como uma organização não governamental.

NEWSLETTER

Assine a nossa Newsletter para receber novidades na sua caixa de e-mail. "Gosta" da nossa página no Facebook para receber novidades na parede do seu perfil no Facebook.

INSERE O SEU E-MAIL