Bispos preocupados com impossibilidade de emissão da Rádio Ecclesia fora de Luanda

Luanda - Os bispos angolanos estão preocupados com a falta de autorização legal para que a emissora católica angolana, Rádio Ecclésia, emita para fora da província de Luanda.

Fonte: Lusa/SOL

gabriel mbilingui.jpg

A preocupação foi manifestada pelo presidente da Conferência Episcopal de Angola e São Tomé (CEAST), Gabriel Mbilingui, numa audiência com o vice-Presidente da República de Angola, Manuel Vicente.

Em declarações no final à imprensa, Gabriel Mbilingui, bispo do Lubango, lamentou que ao fim de quase 10 anos a questão continue sem ser resolvida.

"Falámos do dossier Rádio Ecclesia. Um dossier que já tem quase 10 anos e nós não compreendemos porquê até agora, mesmo depois de termos concordado com o novo figurino", disse o prelado, referindo-se à possibilidade de a emissora católica ser ouvida a partir de rádios a instalar em cada uma das dioceses de Angola.

O anterior figurino, preferido pela Igreja Católica, consistia na emissão nacional, centralizada em Luanda. "Pois bem, já lá vão vários anos que andamos atrás deste novo figurino, que de resto é configurado pela Lei de Imprensa, mas ainda não temos resposta", acrescentou.

Gabriel Mbilingui salientou que em cada assembleia, os restantes bispos se questionam sobre o porquê da demora. "Estamos preocupados, porque a cada assembleia os bispos nos perguntam como vai essa questão da rádio", frisou.

Segundo o presidente da CEAST, Manuel Vicente ficou de dar uma resposta, que os bispos pretendem que seja dada antes da próxima assembleia das conferências episcopais, agendada para Outubro.







Debate este tópico nas redes sociais:

Comente com o seu perfil no Facebook







Debate este tópico no Club-K:

Comente no Anónimato (sem iniciar sessão) ou via Redes Sociais (Facebook, Twitter, Google ou Disqus)!

Infográficos