A carregar...

Imagem “desgastada” de Eduardo dos Santos gorou visita de Obama a Angola - Guilherme Dias

1 1 1 1 1 Como classifica este artigo? 2.58 (12 Votos)

Lisboa - Angola bem tentou, mas sem sucesso. Barack Obama não incluiu o país no seu périplo por África, e a “desgastada” imagem do presidente José Eduardo dos Santos – recentemente considerado na revista Forbes o “segundo pior presidente africano” – foi factor decisivo.

Fonte: Lusomonitor

Segundo a newsletter Africa Monitor Intelligence, as autoridades angolanas moveram influências directas e indirectas tendo em vista persuadir Barack Obama a incluir Angola no roteiro da viagem a África, entre 26 de Junho e 03 de Julho.

O “forcing” não foi, no entanto, bem sucedido, pois Obama evita iniciativas susceptíveis de virem a ser interpretadas como legitimação de líderes africanos de reputação menos boa ou duvidosa, nomeadamente em matéria de governança e direitos humanos. Em particular: a imagem de José Eduardo dos Santos (JES) é considerada “desgastada”.

Por razões similares, Obama voltou a excluir a Nigéria do seu novo périplo – o que já acontecera na sua primeira viagem a África, em 2009. A importância estratégica da Nigéria, à escala continental e como grande parceiro comercial dos Estados Unidos não foi suficiente para minimizar reservas em termos de governança e perfeição da democracia. De fora ficou também o Quénia.

De forma mais expressiva que qualquer outro Presidente, Obama impôs e observa na programação das suas viagens a África o princípio de procurar distinguir, com a sua presença, países com aceitáveis sistemas democráticos e com administrações com bons padrões de eficiência e transparência. O Gana, país-modelo, foi o primeiro eleito.

A viagem que o Ministro das Relações Exteriores de Angola, George Chicoty, deveria ter efectuado a Washington, no início de Maio, para se avistar com o Secretário de Estado, John Kerry, fora calculada pelas autoridades angolanas como iniciativa destinada a criar um ambiente propício a uma decisão favorável de B Obama.

Em 2009, o então MRE, Assunção dos Anjos, efectuara uma visita a Washington com um propósito semelhante. Numa conversa com Hilary Clinton manifestou-lhe ostensivamente “o gosto” com que o seu Governo veria a inclusão de Angola no roteiro de uma visita que Obama efectuaria por essa altura a África.

A mais importante quota-parte do “forcing” tendente a levar o Presidente norte-americano a atender às pretensões de Angola foi, porém, a que esteve a cargo do chamado “lóbi petrolífero”, que agrupa grandes companhias com interesses na exploração de petróleo em Angola.

Em determinados meios políticos angolanos, a não inclusão de Angola, a que acresce o desconforto da inclusão da África do Sul, é remetida para uma alegada inacção do actual embaixador, Bento Ribeiro, “Cabulo”, um diplomata em fim de carreira, que não aparenta prestar aos assuntos importância superior à considerada suficiente.

JES, segundo pior presidente africano na Forbes


A inclusão do nome de José Eduardo dos Santos (JES) num rol dos “piores presidentes africanos” publicado pela Forbes em Fevereiro, foi um sinal do desgaste da imagem do presidente angolano no estrangeiro, que em nome de interesses diplomáticos ou comerciais não é habitualmente manifestada em público por outros líderes.

A referida lista apresenta JES como segundo pior presidente africano, logo a seguir a Teodoro Obiang, o primeiro. O terceiro é Robert Mugabe. Baixos níveis de governança e transparência foram os critérios chave com base nos quais a lista foi ordenada.

O artigo, assinado por Mfonobong Nsehe, refere que Santos é o segundo presidente africano há mais tempo no poder (desde 1979), sempre conduziu o governo “como o seu grupo empresarial de investimento pessoal, privado”. Sublinha que o seu primo é o vice-presidente (Manuel Vicente) e a sua filha é reconhecida como a mulher mais rica do país.

Apesar da riqueza petrolífera e diamantífera, prossegue, a vasta maioria dos angolanos “vice nas mais horríveis condições sócio-económicas” – 68 por cento abaixo da linha de pobreza, Educação sem qualidade, 30 por cento das crianças com má-nutrição, baixa esperança média de vida (41 anos), desemprego muito elevado – dados que deixam Santos “impassível”.

“Em vez de transformar a expansão económica angolana em alívio social para o seu povo, canalizou as suas energias para a intimidação dos media locais e subtração de fundos para as suas contas pessoais e familiares”, adianta o artigo, sublinhando que a família controla grande parte da economia angolana e tem estado a investir parte dos recursos no estrangeiro, nomeadamente em Portugal.






Debate o tópico nas redes sociais:





Debate no Club-K:


NOTA: Os comentários postados neste portal são publicados sem edição prévia e são da exclusiva responsabilidade dos seus autores. Por favor, leia os Termos de Uso. O Club-K reserva-se ao direito de moderar os comentários suspeitos de conter palavras ofensivas e apagar os que não cumpram as regras.



Comentários Arquivados:



Actualizar comentários 

0 projecto kilamba 25-07-2013 02:09 #71
gatuno do JES deixa o poder , nos como angolanos genuinos estamos a te precurar em todo canto de luanda para um dia te matar sem escapatorio, o teu dias esta chegando, portador de prostuta na sua pissa que sempre entrou na vagina da ANA PAULA fazendo com que a vagina da ANA PAULA ficou ouco vaginal., think about .......
0 Ilidio da Piedade Di 24-07-2013 17:44 #70
Não misturem o senhor Obama na politica angolana ele é só mais um homem com alguns poderes sobre nós mais isso não implica dizer que não podemos decidir o futuro do nosso país, nas próximas eleições mostrem realmente onde vai o vosso voto é tão simples quanto isso....."
0 Goncalvesafonso210@h 24-07-2013 13:11 #69
Que pena de jovens que pensam que angola está acrescer , sem mudanças não há crescimento acredito que são poucos que tiveram uma boa oportunidade de emprego, por isso e' que digo angola sempre pior...
0 catogan 24-07-2013 11:39 #68
quem disse que o pais xta a mudar, esta cada ves pior tas ves pra eles que sempre tiveram do bom e do melhor, ai sim
0 O CABINDA 24-07-2013 10:37 #67
helena so deve ser família do JED, para falar isso? mas vc não estas a ver pessoas a sofrer em angola? como é que vas ver se vc é de bolo e leite cabra de merda. quantos morrem de fome em angola, n tem agua, comida vestuário, nos kimbos a seca os bois estão a morrer todo não conseguem cultivar nada.
+1 Angolano 24-07-2013 10:27 #66
essas Rapariga nao sao angolanas tambem comem do regime,
+1 tavarão 24-07-2013 06:45 #65
o menina helena cala a boca não sabes o k dizes, kem t disse k foi so a unita k aplicou as minas
0 carlitos 24-07-2013 00:11 #64
acho justo e de bom exemplo um pais aonde 90% e anafaburros por culpa dum governo que prefere que se matem esta taxa para poderem roubarem mais e mais não merece respeito de ninguém de bom censo ainda não vi filha de nenhum presidente seja na europa ou america que esta na lista das mas ricas do mundo mas em angola há isto não e triste enfim fazer o que
0 Sinuca 23-07-2013 17:37 #63
Atenção juventude, MOVIMENTO JUVENIL ANGOLANO, vem e participa na mudança de consciência do jovem angolano e acorda para uma nova vida. Se és jovem participa deste movimento e juntos vamos vencer porque as nossas idéias e sugestões serão ouvidas e todo pais e no resto do mundo.
+1 valentino ngongo 23-07-2013 12:53 #62
Larissa junior mesmo com décadas de escolaridade sobre a vida não sabes nada ,burra muito menos sobre a politica, calada ficas melhor sua bajuladora, e o carro q xta a t enganar ,vives de quilápi !..quando xt regime ditador afundar vao juntos.
leftCLUB-K.net é um portal informativo angolano ao serviço de Angola, sem afiliações políticas e sem fins lucrativos cuja linha editorial consubstancia-se na divulgação dos valores dos direitos humanos, educação, justiça social, analise de informação, promoção de democracia, denuncias contra abusos e corrupção em Angola.

O CLUB-K.net foi fundado aos 7 de Novembro de 2000, e é integrado por jovens angolanos (voluntários), com missão representativa em diversos países e reconhecido a nível internacional como uma organização não governamental.

NEWSLETTER

Assine a nossa Newsletter para receber novidades na sua caixa de e-mail. "Gosta" da nossa página no Facebook para receber novidades na parede do seu perfil no Facebook.

INSERE O SEU E-MAIL