Lisboa - Está a ser considerado como “falta de cultura”, o comportamento de um jovem angolano estudante na cidade do Porto, Portugal, que gravou, em data imprecisa,  um vídeo amador exibindo que terá esbanjado durante a sua estadia, em Lisboa, em desafio a uns amigos que lhe terão chamado de pobre.

 Fonte: Club-k.net

Diz-se ofendido por terem lhe chamado de pobre 

De acordo com leituras basedas no vídeo, Félix Kapose, natural do Lubango mas também apresentado como “neto do general Kundi Paihma”, sentiu-se fortemente chocado por ser chamado de pobre. Em reação, fez o vídeo, que partilhou nas redes sociais  declarando estar em posse de malas da marca Louis Vuiton, avaliadas em 100 mil euros e de outros bens matérias.

 

“Tem que começar ver bem as pessoas, as pessoas não se mostram e querem falar que eu sou pobre”, declarou o jovem angolano a partir de uma luxuosa suite, no hotel Sheraton, da capital portuguesa.

 

De realçar que o jovem esbanjador,  é irmão de Silvestre Tulumba Kapose, um empresário do Lubango, geralmente citado como o mais notável testa-de-ferro, do actual governador do Huambo, Kundi Paihama.

 

Em Abril de 2006, por ocasião do 25 anos de Tulumba Kapose, o general teria declarado em plena festa, mais ou menos assim: “estão a dizer que estes miúdos estão envolvidos na camanga, estes miúdos são meus netos, quem se meter com eles, está a mete-se comigo”.

 

Em Alguns círculos na província, há receios de se chamar atenção a conduta de esbanjamento de Felix Kapose com receio de que tal gesto possa representar “meter-se”, com o seu poderoso avô,  ligado ao regime do MPLA.

 

 

 

 



DEBATE NAS REDES SOCIAIS:




DEBATE NO ANÓNIMATO: