Polícia cabo-verdiana acusa espanhola de traficar mulheres para Angola

Cabo Verde - A Polícia Judiciária de Cabo Verde deteve e apresentou à justiça uma cidadã espanhola acusada de traficar mulheres para fins sexuais para Angola. O tribunal aceitou a denúncia e decretou o Termo de Identidade e Residência à acusada a a impediu de deixar o país.

Fonte: VOA

Segundo o jornal cabo-verdiano A Voz, a denúncia foi feita por três mulheres que teriam sido contactadas pela espanhola que prometeu conseguir-lhes trabalho num hotel de luxo em Luanda, Angola.

 

As três cabo-verdianas suspeitaram que algo não batia certo, quando a espanhola, que vive na ilha do Sal, entregou-lhes os bilhetes de passagem, mas reteve os passaportes.

 

“Disseram que depois de tudo acertado, a senhora apenas lhes entregou as passagens, sem os passaportes, alegando que tinha de viajar para o estrangeiro e que só lhes entregava os documentos no regresso”, conta uma fonte policial citada pelo jornal.

 

Com a denúncia, a PJ investigou e descobriu que a mulher estava na mira judicial desde 2013, quando um são-tomense foi detido no Sal, também sob a acusação de traficar mulheres, sobretudo para Angola. Ele e a espanhola, supostamente, mantinham uma relação amorosa.

 

Depois de passar um bom tempo fora de Cabo Verde, a espanhola regressou ao arquipélago há seis meses, passando a estar debaixo do olho da PJ.

 

Com um mandado de prisão, a polícia invadiu na semana passada a casa da cidadã, onde encontrou os passaportes das jovens e de outras pessoas,inclusive de rapazes, bem como documentos falsos, uma elevada quantia em dinheiro, drogas, telemóveis, computradores portáteis e outros equipamentos electrónicos.

A cidadão espanhola aguarda agora o julgamento.







Debate este tópico nas redes sociais:

Comente com o seu perfil no Facebook







Debate este tópico no Club-K:

Comente no Anónimato (sem iniciar sessão) ou via Redes Sociais (Facebook, Twitter, Google ou Disqus)!

Quem Somos

CLUB-K ANGOLA

CLUB-K.net é um portal informativo angolano ao serviço de Angola, sem afiliações políticas e sem fins lucrativos cuja linha editorial consubstancia-se na divulgação dos valores dos direitos humanos, educação, justiça social, analise de informação, promoção de democracia, denuncias contra abusos e corrupção em Angola.

Informamos o público sobre as notícias e informações ausentes nos canais informativos estatal.  Proporcionamos ao público uma maneira de expressar publicamente as suas opiniões sobre questões que afectam o dia-a-dia, qualidade de vida, liberdades e justiças sociais em Angola... Leia mais

Contactos

 

  • E-mail: Este endereço de email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar.

  • WhatsApp: (+244) 918 512 433 Para uso no aplicativo WhatsApp apenas!

  • Reino Unido : (+44) 784 848 9436

  • Buffalo / EUA: (+1) 347 349 9101 

  • New York /USA: (+1) 315 636 5328

Newsletter

Assine a nossa Newsletter para receber novidades diárias na sua caixa de e-mail.

INSERE O SEU E-MAIL

Infográficos