Polícia Nacional confisca computador do rapper Carbono Casimiro

Luanda - O rapper e activista cívico, Carbono Casimiro, foi apanhado de surpresa nesta Segunda-feira, quando soube que agentes da polícia angolana estavam em sua casa a recolher todo o material informático que lhe pertencia.

Fonte: VOA

Carbono, que afirmou à Voz da América estar afastado das lides do activismo cívico por questões pessoais, considerou tratar-se de um abuso de autoridade, pois até ao momento da entrevista já a busca tinha decorrido mas não lhe tinha chegado qualquer notificação a justificar a mesma.

Em exclusivo à VOA, o rapper e também técnico informático disse que a polícia "está a perder completamente o juízo".

Qual foi o meu flagrante delito?


Questionado sobre se teme pela sua liberdade, as suas palavras foram claras: "Conheço bem a polícia que temos, carrascos, carniceiros, mas não vou fugir de ninguém, não fiz nada, não tenho medo".

"São carniceiros que só querem matar"

A busca à residência de Dionísio Gonçalves Casimiro, conhecido por Carbono Casimiro, decorreu dois dias depois da detenção de 13 activistas, entre eles Luaty Beirão, Nito Alves e Mbamza Hamza, apanhados naquilo a que as autoridades consideraram flagrante delito, numa reunião num bairro de Luanda.

Os activistas continuam detidos.

Alguns minutos após a entrevista com a VOA, Carbono publicou no seu Facebook o mandado de revista à sua residência (ver imagem abaixo)







Debate este tópico nas redes sociais:

Comente com o seu perfil no Facebook







Debate este tópico no Club-K:

Comente no Anónimato (sem iniciar sessão) ou via Redes Sociais (Facebook, Twitter, Google ou Disqus)!

Quem Somos

CLUB-K ANGOLA

CLUB-K.net é um portal informativo angolano ao serviço de Angola, sem afiliações políticas e sem fins lucrativos cuja linha editorial consubstancia-se na divulgação dos valores dos direitos humanos, educação, justiça social, analise de informação, promoção de democracia, denuncias contra abusos e corrupção em Angola.

Informamos o público sobre as notícias e informações ausentes nos canais informativos estatal.  Proporcionamos ao público uma maneira de expressar publicamente as suas opiniões sobre questões que afectam o dia-a-dia, qualidade de vida, liberdades e justiças sociais em Angola... Leia mais

Contactos

 

  • E-mail: Este endereço de email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar.

  • WhatsApp: (+244) 918 512 433 Para uso no aplicativo WhatsApp apenas!

  • Reino Unido : (+44) 784 848 9436

  • Buffalo / EUA: (+1) 347 349 9101 

  • New York /USA: (+1) 315 636 5328

Newsletter

Assine a nossa Newsletter para receber novidades diárias na sua caixa de e-mail.

INSERE O SEU E-MAIL

Infográficos