Lisboa –  A “TV Raiar” é o novo canal de televisão criado por sectores da UNITA e que vai ao ar no próximo dia um de Junho,  imitindo  via cabo, a partir da DSTV   (África do Sul), para a região da SADC. (http://raiar.tv)
 
Fonte: Club-k.net
 
Em entrevistas anterior, o líder da UNITA, Isaías Samakuva  justificou que foram obrigados a criar um canal de TV   por falta de espaço por parte dos órgãos de comunicação estatais  controlados pelo MPLA. 
 
 
“É mesmo verdade. Nós estamos concentrados aqui, a TPA não nos dá espaço, então nós temos que procurar maneira de sair desta situação”, confirmou, há poucos anos a VOA.
 
 
Planeado desde  2014, a “TV Raiar” tardou a materializar-se por razões de ordem   financeiras acrescida a um “braço de ferro” com um “desconhecido grupo”, que em forma de sabotagem tentou  a propor a Multichoice    a “revenda” do espaço que acolhe este novo  canal televisão digital. 
 
 
A ideia inicial  de se criar um canal de televisão próprio surgiu em 1992, no tempo em que a UNITA era liderada  por  Jonas Savimbi. O malogrado  líder  reclamava que as mensagens eleitorais do seu partido eram deturpadas e manipuladas pela média pública, sob controle do regime. Savimbi, numa declaração pública, teria admitido a encomenda de material para instalação da Tv em Angola e que, por outro lado, aguardava também por uma legislação.
 
 
A Lei de Imprensa angolana não permite a abertura de um canal televisivo privado, a operar de forma analógica ou digital. Vários  analistas tem chamado atenção pelo facto de a TV Zimbo, o canal privado pertencente aos generais “Kopelipa” e Leopoldino do Nascimento  operar a margem da lei, sob o silêncio do Ministério da Comunicação Social.
 
 
Tema relacionado
 


DEBATE NAS REDES SOCIAIS:




DEBATE NO ANÓNIMATO: