Lisboa -  Eduane Danilo Lemos dos Santos,  o filho mais velho do casal presidencial angolano, de 23 anos,  comprou um relógio de 500 mil euros no decorrer de um leilão que aconteceu, na noite do dia 25 de Maio, na gala amfAR (Foudation For Aids research), em Cannes, França.
 
Fonte: Club-k.net
 
O anunciou da decisão de Danilo dos Santos em comprar o relógio foi feito pelo musico e actor norte americano Will Smith que mostrou-se surpreso dizendo a plateia “ele parece se muito jovem para ter 500 mil euros”.
 
 
O assunto tornou-se viral nas redes sócias onde chegaram vídeos e imagens do evento deixando os internautas angolanos com sentimento de indignação pela extravagancia de Danilo dos Santos que de acordo com os comentários, julgava-se que “entre os filhos do Presidente José Eduardo dos Santos,  fosse um pouco mais discreto”. A corrente de indignação é acompanhada com argumentações relembrando que Angola esta em crise e sem acesso a divisas. 
 
 
Estudante em Londres, Danilo dos Santos é sócio de uma recém criada instituição financeira em Angola, o “Banco Postal” e junto com os seus irmãos mais novos detém participações num investimento privado, Diana Spar que tem como sócia maioritária a primeira dama, Ana Paula dos Santos. É também a pessoa a quem as autoridades angolanas  cederam a Angola Telecom para a sua privatização. Antes de atingir a idade adulta tinha uma mesada mensal de 20 mil dólares americanos. 
 
 
Até 2016, o Presidente José Eduardo dos Santos mostrava-se  preocupado quanto ao seu desempenho acadêmico abalado com retardamento devido a mudança de curso que foi fazendo desde que se mudou para Inglaterra. Começou com arquitetura que muito agradava o pai-presidente, tendo agora mudado para gestão na área da ciência da computação. 
 
 
Há poucos meses circulou em meios restritos que estaria a ser integrado para um estagio na embaixada de Angola em Londres gerando suspeitas de que seria um passo para fazerem dele no futuro um quadro da carreira diplomática. 
 
Tema relacionado
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 


DEBATE NAS REDES SOCIAIS:




DEBATE NO ANÓNIMATO: