Lisboa – Está a ser constatada entre o governador provincial da Lunda-Norte, Ernesto Muangala e o Reitor da Universidade Lueji A'Nkonde,  Carlos Pedro Yaba um clima de tensão   por ambos produzirem  visões  opostas quanto a subordinação que cada um deve ao outro.

Fonte: Club-k.net

Por ter faltado “de propósito” na reunião   do MPLA

O Governador na sua qualidade de Primeiro  Secretario  provincial do MPLA, convocou o Reitor, na sede do partido, para tratar de assuntos relacionados ao Ensino Superior na província. Este por sua vez, não compareceu deixando o governador irritado.

 

Por outro lado, através de uma missiva, o Reitor entende que assuntos desta natureza não são resolvidos pelos órgãos provinciais do partido mas sim pelo Ministério do Ensino Superior, Ciência, Tecnologia e Inovação, órgão   governamental responsável pela sua  indicação.

 

De acordo com a cronologia dos factos, o governador na sua qualidade de 1.º Secretário Provincial do MPLA convocou uma reunião que teve lugar no dia 12 de Abril em que na ausência do reitor da única universidade da província se abordou de maneira depreciativa assuntos do subsistema do ensino superior naquela localidade e por outro lado passou a mensagem de que o Reitor recebeu o convite mas que terá ignorado a correspondência.

 

Por seu turno, o reitor Carlos Yoba, defende-se negando que alguma vez ignorou ou recebeu convite para aludida reunião e desafia o Secretario provincial do MPLA, Ernesto Muangala a “instaurar um inquérito para ajudar apurar responsabilidades de quem não teria feito chegar o convite, ao reitor caso tenha efectivamente existido.”

 

Através de uma correspondência elaborada no dia 30 de Abril, o reitor fez recordar ao governador Ernesto Muangala que não é membro do comité provincial do MPLA da Lunda-Norte e que só pode participar em encontros das estruturas partidárias acima indicada mediante convite expresso.

 

Ainda assim o reitor, no mesmo documento que o Club-K, teve acesso faz saber que os assuntos do ensino superior são tratados pelo ministério do Ensino Superior, Ciência, Tecnologia e Inovação, e não pelas estruturas provinciais do partido.

 

Loading...
 



DEBATE NAS REDES SOCIAIS:




DEBATE NO ANÓNIMATO: