A carregar...

Artigos

Fundação de novo partido na mente de Chivukuvuku

1 1 1 1 1 Como classifica este artigo? 0.00 (0 Votos)

Lisboa –  Abel Chivukuvuku mostra-se decidido em amadurecer a idéia de partir para um projecto de alternância  “mais alargado”  distante da  UNITA, caso a direção do seu partido infrinja na meta por ele próprio estabelecida. Nos contactos que tem feito  destinados a abordagem da  sua “nova idéia” são lhe identificadas  pretensões  de avançar  caso a  actual direcção venha a criar-lhe  bloqueios na aspiração de  liderança da UNITA   acrescidos com a  acentuação da letargia que a sua corrente  identifica na  gestão de Isaias Samakuva.

 

Fonte: Club-k.net

Adeptos de Abel começaram já a suspender militância a UNITA

Na corrente conotada ao mesmo, é defendida a idéia  de empurrar a direcção do partido para  um “congresso antecipado” vulgo extraordinário antes de 2011 ao contrario da data prevista estatutariamente. O desejo dos mesmos serve como prevenção de rumores postos a circular dentro do partido insinuando que a ala de Isaias Samakuva descarta a renovação de mandato por via do  congresso.


Chivukuvuku encara como “mau exemplo” a pretensão de Isaias Samakuva em avançar para um terceiro mandato. Na segunda semana de Março, foi abortado em sua casa por jovens militantes ao qual descreveu  como  “coisas de África”, quanto a reacção do anuncio de Samakuva em pretender renovar o seu mandato  partidário.


Na forma de pensar que é identificada em Chivukuvuku  recai a noção de que o mesmo pretende avançar para uma candidatura ao próximo congresso caso haja abertura/apoio  da direcção  “cessante”. A sua forma de pensar é associada a medidas de prevenção de possíveis obstáculos que poderia alegadamente enfrentar do seu adversário que ainda tem  apoio das bases tradicionais (no interior do país) e das correntes conservadoras do partido tidas como “muito decisivas”.


 A decisão de Abel Chivukuvuku em seguir para o seu “próprio rumo” esta a ser sustentada pelas seguintes constatações internas que o deixam seguro:

- Conta com um crescente numero de adeptos favoráveis ao seu discurso. Dois influentes membros do Comité Permanente (nomes propositadamente ocultados) que apoiaram no congresso passado, o Presidente Isaias Samakuva manifestaram-lhe apoio e promovem a idéia  de que 95% dos membros do CP estão do seu lado.


- Passou a ter do seu lado o  antigo Ministro da Saúde, Anastásio Rubem Sikato que  goza da  reputação de quadro integro. Sikato encurtou as participações nos órgãos de cúpula do partido. Reuniu recentemente com Abel Chivukuvuku e este sentiu no seu interlocutor sinais de incentivo de avançar como alternância na liderança do partido.


- Tem desde a primeira hora e do  seu lado, Carlos Morgado figura que goza de  respeito nas bases por ter cuidado da saúde de muita gente na Jamba e de ter sido responsável da inserção laboral dos antigos enfermeiros da UNITA nas estruturas do governo, ao tempo que foi Secretario da saúde.


- A aderência que o  seu Grupo de Reflexão - GR esta a ter,  servi-lhe de tubo de ensaio na sua forma de inserção. O GR é na pratica o  “draft” que daria corpo a um novo ou eventual projecto político de alternância. Militantes do partido que estão a se juntar ao  GR, estão a fazer na condição “espontânea” de congelarem a sua militância a UNITA.


-  Passou a ter apoio dos antigos 16 deputados que tiveram problemas com a direcção do partido na legislação passada. No Inicio do ano os mesmos tiveram uma reunião no bairro Nova-Vida que visou reflectir o partido. Desde então passaram a ter um discurso em favor de Abel  Chivukuvuku.

 

- O seu grosso de apoio  no interior do país estará no Huambo, facto verificado pelo mesmo no ano passado, a margem de um trabalho de mobilização que resultou na deslocação dos mesmos a Benguela para acompanharem-lhe (Chivukuvuku)  numa palestra da  OMUNGA. Tem apoios  na  província no Namibe, entre os quais o do actual    Secretário Provincial da JURA, Jó Hotel Mbonga e da ex- Secretária  provincial da LIMA,  Odília Kandambo.


- Tem em mente de que o MPLA tem medo de si. Elementos próximos ao núcleo do general “Kopelipa” deram-lhe a entender que é a ele que JES mais teme num combate eleitoral  democrático. Uma das figuras citadas como tendo sido portadora  da mensagem “desta natureza” é o general  (nome ocultado), que se tornou fiel ao general “Kopelipa”.


- Apoio nas franjas do MPLA  sobretudo das mais urbanas e no seio dos  jovens que se mostram desapontados com a falta de oportunidades ou que reclamam  que apenas as famílias nobres estão a beneficiar dos cargos e casas.

 

Há cerca de duas semanas, Abel Chivukuvuku e um  outro dirigente do gabinete de Samakuva, Claudio Silva enveredaram para um “debate de rua” que logo a seguir serviu de argumento a grupos do MPLA para apresentar a  UNITA como um partido “tradicionalista” e “ruaceiro”, conforme definição nas hostes do regime.


Por outro lado, sectores “neutros” mas com tendências oposicionistas ao regime do MPLA, interpretaram a  estratégia ou provocação de  Claudio Silva como artifício  para  empurrar Abel Chivukuvuku para “dentro do partido” e   de demitir-se das pretensões de criar o seu próprio projecto  ao que surtiu efeito. Chivukuvuku acabou por fazer o jogo da ala de Isaias Samakuva ao ponto de invocar a sua condição de histórico na UNITA.


As “novas idéias”  de Abel Chivukuvuku são também encaradas como “pressões”   ou “ameaças” a direcção de Isaias Samakuva no sentido de força-la a ficar  mais activa. Chivukuvuku, conforme já deu a perceber numa estrevista a Radio Ecclesia,  é de opinião que se deve  fazer  uma oposição sem dar espaço ao adversário. Defende que a oposição deve semanalmente passar a reagir as decisões do regime saídas do Conselho de Ministro.


Chivukuvuku pretende ser Presidente do partido mas descarta participar num congresso concorrendo com Isaias Samakuva ou sem “apoio” da futura direcção cessante.

 Razões ou argumentações que sustentam as suas decisões

 

- São lhe reconhecidos desabafos reconhecendo que o actual presidente do partido passou a ter a maquina partidária sob seu  controle. Caso venha concorrer no próximo congresso teria duas hipóteses. Perder (o que seria humilhante) ou vencer Samakuva  mas com o risco de  enfrentar resistência ou insubordinação das bases de Isaias Samakuva correndo o risco de, mais tarde,  lhe fazerem uma revolta interna caso não satisfaça a aspirações dos militantes.


- Samakuva tem o apoio de mais velhos com prestígio interno da linha de Jaka Jamba, Ernesto Mulato ao qual as bases  prestam obediência cega. Samuel Chiwale que é também muito respeitado denota simpatia na agilidade de Abel Chivukuvku mas receia-lhe na questão da “reforma” ou “refundação”   dos princípios básicos do partido.


- Familiares de Jonas Savimbi (filhos e sobrinhos) que se mantém neutros   quanto ao apoio das duas correntes internas entendem apenas que se deve respeitar o legado de Savimbi. Rafael Massanga Sakaita, o filho de Savimbi que faz parte da direcção do partido, é citado como tendo tido um contacto  com Abel Chivukuvuku  mas entretanto sem o ter manifestado apoio. Não quer compromisso com as pessoas mas com os idéiais do seu falecido  pai.
 

-  Samakuva mantém apoio solido no interior do país com realce ao Bíe, Zaire  e em Benguela, onde esta Marcolino Nhany, tido  como o militante que mais mobiliza as massas a nível dos secretários províncias.  No ano passado, o  Grupo de Reflexão de Abel Chivukuvuku , mobilizou  militantes do Huambo que se dirigiram em  massa ao Lobito para acompanharem-lhe na palestra que deu ao “Quintas de Debate” da OMUNGA. Foi até então  a secção de palestra da OMUNGA que mais  enchente teve. Porém, foi superada, em Março passado com a presença de Isaias Samakuva que juntou pela primeira vez  membros do governo provincial e do MPLA. (Em reacção a aderência, o regime pressionou o dono do salão onde decorria o debate para não mais por a disposição da OMUNGA).


- No seguimento da visita de Samakuva a Benguela, o mesmo deslocou-se  ao Bocoio. O Secretario provincial,  Marcolino Nhany prometeu-lhe  por mais de duas mil pessoas no local do discurso e no decurso da visita as autoridades repreenderam a administradora municipal do Bocoio, Deolinda Valiangula por ter recebido o Presidente da UNITA como se fosse “um Presidente”.


Por outro lado, as analises de figuras fora da UNITA, entendem também que a transformação do Grupo de Reflexão (GR) de Abel Chivukuvku em projecto de alternância política  iria fragilizar a UNITA, em beneficio do MPLA. Seria uma “brecha” para  justificar que os 3% de votos que se pretende atribuir a UNITA nas próximas eleições  deveu-se as divisões internas.


Conseqüências e riscos que Chivukuvuku teria

 

- Um novo projecto político  formado por Chivukuvuku equivaleria demissão e rompimento  dos  idéiais de Jonas Savimbi que hoje constitui “sigla” que muitos militantes fora e dentro da UNITA, estimam. No seio da sociedade civil, a luta de Savimbi esta cada vez mais  a ser  percebida. Nas rádios e em locais publicos as populações chateadas já exteriorizam  dizendo frases como: “Se Savimbi estaria aqui o MPLA não faria isso” ; “Angola, precisa de mais um Savimbi” e etc.


- Não teria apoio da ala de Lukamba “Gato” nem de alguns  conservadores. Perderia apoio e consideração em meios da UNITA. Muitos que o seguem ainda são defensores do legado de Jonas Savimbi, o que contraria com o novo “projecto de alternância” que seria um rompimento com a imagem do ex líder guerrilheiro.


- Perderia prestigio dentro da UNITA e seria visto como alguém que agiu em função das instigações do circulo presidencial do regime angolano. O problema dos militantes da UNITA esta em reunir o partido e não na separação dos mesmos.


- Não teria apoio das hostes Universitárias em Luanda ou da sociedade civil. Logo após a sua resposta a Claudio Silva surgiram vozes nestes sectores dizendo que o mesmo cometeu uma gafe agindo como se fosse um miúdo. Estes sectores são de opinião de que ele como alguém que tenciona ser líder não deveria ter usado o discurso tradicionalista ao qual fez recurso.






Debate o tópico nas redes sociais:





Debate no Club-K:


NOTA: Os comentários postados neste portal são publicados sem edição prévia e são da exclusiva responsabilidade dos seus autores. Por favor, leia os Termos de Uso. O Club-K reserva-se ao direito de moderar os comentários suspeitos de conter palavras ofensivas e apagar os que não cumpram as regras.



Comentários Arquivados:



Actualizar comentários 

0 juliao henda 12-03-2012 16:40 #79
No Bié a Juventude Universitário e a Sociedade Civil, acolhem com satisfação a nova formação política de Abel Epalanga Chivukuvuku, eis aqui as boas vindas ao Planalto Central, desde que não seja contrário ao processo democrático. Bem Haja.
0 YOPA SAMBYLANO 01-02-2012 18:10 #78
COTA ABEL VOCE NAO FICA MAIS NA UNITA VEM SÓ NO MPLA SERAS BEM RECEBIDO ESTES PUTOS QUE SE CANDIDFATARAM DE NOVO FORAM TODOS SEUS CONTEMPORANEOS. NAO PEDE BATATINHA NESTES PUTOS YA COTA
0 YOPA SAMBYLANO 01-02-2012 18:04 #77
OLHA MEUS CAROS AMIGOS NUNCA ACEITAM O QUE FALAM ESTES BANBIDOS, SELVEGENS. ESTES MACACOS SÓ QUEREM MAZÉ CHEGAR NO PODER, NAO TEEM POLITICAS APROPRIADAS PARA GOVERNAR, ATRASADOS, QUE ATÉ NO TEMPO DE GUERRA ROUBAVAM PESSOAS PARA OPUITRAS AREAS. ESTES MACABEUS NUNCA MUDAM, ESLES É QUE DESTRUIRAM AS CASAS, AS PONTES, AS ESCOLAS ETC ETC MAS QUEREM TBEM RECLAMAR DIZENDO QUE O GOVERNO NAO ESTA A TRABALHAR NADA. VOCES SEGUIDORES DO GALO NEGRO NAO TEEM VERGONHA ATE AQUE A SEGUIREM ESTES MACACOS QUE TANTO ENGANOU O POVO ANGOLANO E CONTINUA A ENGANAR. ATE MESMO O PROPRIO NOME DE UNITA JÁ DA MEDO. EU SE ME ATRIBUEM O NOME DE UNITA FICO ABORECEDO E TRISTE PORQUE ESTES MACACOS FIZERAM RETROSCEDER O NOSSO PAIS. BANDIDOS DE MERDAS. VOCE QUE ESTAS AI ASANHADO COM ESTE PARTIDO VAMOS VOS ENVERGONHAR DE NOVO NAS PROXIMAS ELEIÇOES. DESTA VEZ NAO TERAO NENHUM DEPUTADO NA ASSEMBLIA. BANDIDOS. BIÉ VIDA E TRABALHO.
0 ANONIMO 18-12-2011 20:06 #76
QUEM NAO TEM ESPERANCA AO ABEL E ALNAFABETO POLICO
0 Fogoso 29-07-2011 11:19 #75
É melhor tirar o cavalinho da chuva quem pensa que Abel Chivukuvuku será um dia presidente da UNITA. Para ser presidente da UNITA tem de ser feio. FUIIIIIIIIIIIII IIIIIIIIII
0 Zeca Bwé de Lixado 28-07-2011 15:02 #74
E como é que Democratizas esta UNITA sem ser com uma grande e completa refundação, na minha opinião até incluindo o nome ? Ao menos seria a primeira a dar o exemplo de corte com a violência dos tempos de guerra do passado, retirando as "Uniões" e "Movimentos de Libertação" do seu nome e assumindo de vez a postura de Partido Civil !

Os outros depois que sigam o exemplo também e tenham a CORAGEM de separarem os Poderes Presidenciais, Legislativo, Jurídico e Forças Armadas em estruturas independentes umas das outras ao serviço da NAÇÃO e nunca mais de nenhum Partido seja ele qual fôr !

Não é difícil, se incluirem no início do "Pacote" a Reforma Imediata (com uma boa reforma por "bons" serviços à Pátria, prestados ou não que seja para não ficarem a berrar muito) de quase toda a estrutura de Dirigentes actuais que já falta pouco para irem "trabalhar" levados de Ambulância e Cadeiras de Rodas, aposentarem quase TODO o Generalato actual e acabarem-lhes com a mama das dragas nas Lundas e não só e a seguir acabar com o nepotismo nas admissões para cargos aonde o que vale é o tio na cozinha e não o mérito de quem sabe e se formou de facto !

Uma nova UNITA com outro nome e novas mentalidades como já se adivinha poderá marcar a diferença ao mostrar esse caminho, investindo no corte radical com os medos do passado e acabar com os "bichos-papões" em que os actuais Dirigentes e respectivos fanáticos de serviço insistem em manter...

Aguardemos o desenrolar dos acontecimentos, eu muito pessoalmente apesar de nunca ter tido grande confiança na UNITA nem na sua recuperação social, com o recente desenrolar dos acontecimetos acredito mais que são capazes sim de dar a volta por cima com a chefia do Abel Chivukuvuku ladeado pelos seus actuais declarados apoiantes. Ou isso ou adeus UNITA...

Deixem-se agora de "Castigos" e "Expulsões" para se manterem à tona, escolham quem querem com VOTOS num CONGRESSO rápidamente pois as Eleições estão à porta, não há tempo a perder com querelas internas agora, chegou a este estado e pronto, paciência, vão desempatar civilizadamente nos votos do Congresso mas DESPACHEM-SE !
+1 Zeca Bwé de Lixado 28-07-2011 12:39 #73
Desta vez surpreendeste-m e pela positiva, não fosse aí a foto registada e iria julgar ser mais uma manobra submarina do ManDavid... gargalhadas: gargalhadas: gargalhadas:
0 MAN TCHIWE 29-12-2010 08:28 #72
Embora chegue tarde a minha intervençao, eu diria o seguinte:
Aconselho o Senhor Abel que tanto lhe devo respeito, dizer que o problema de alternancia não passaria em refundar o partido, passa na democratização do Partido Unita. Tchivukuvuku deve concorrer nas eleições de 2012, em corrida com Senhor Isaias.
Outra inquietação que me corre é que o que poderá a fundar o partido e os indeias do malogrado Jonas é o tribalismo que se pode verificar no seio do partido; onde os naturais do Bié pensam ser os verdadeiros fundadores do paritido, pondo de parte outros irmãos naturais do Huambo ou doutras provincias de expressão umbundo.
Seria bom que os mais velhos do partido Unita pensassem bem acerca da ideia do Senhor Abel.Porque é lamentavel ouvir por ai que a Unita está a desaparecer, como temos ouvido na boca de muita gente.
Se assim for a Unita irá desempenhar o seu papel de verdadeiro opositor o que é necessario para enfrentar o partido no poder. O MPLA tem que temer a oposição!
0 ELBA 17-08-2010 19:53 #71
eu sou seuo enfermera alem demais quero ter contacto com ele, faz favor fale pra ele. contacteme
ele nao e tan mao, como diz a gente
eu conezo, ben
alem eu no escrevo muito ben u portugues
pero o falo ben
fale pra ele,
0 joaquim p 02-06-2010 18:04 #70
Samakuva esta a afundar a UNITA, nao tem personalidade para ser chefe.
leftCLUB-K.net é um portal informativo angolano ao serviço de Angola, sem afiliações políticas e sem fins lucrativos cuja linha editorial consubstancia-se na divulgação dos valores dos direitos humanos, educação, justiça social, analise de informação, promoção de democracia, denuncias contra abusos e corrupção em Angola.

O CLUB-K.net foi fundado aos 7 de Novembro de 2000, e é integrado por jovens angolanos (voluntários), com missão representativa em diversos países e reconhecido a nível internacional como uma organização não governamental.

NEWSLETTER

Assine a nossa Newsletter para receber novidades na sua caixa de e-mail. "Gosta" da nossa página no Facebook para receber novidades na parede do seu perfil no Facebook.

INSERE O SEU E-MAIL