A carregar...

Artigos

Semanário “Continente” recebe nota negativa do CNCS

1 1 1 1 1 Como classifica este artigo? 0.00 (0 Votos)

Luanda -  Reunido em sessão plenária no dia 29 de Julho de 2011, o Conselho Nacional de Comunicação Social (CNCS) achou por bem aprovar e tornar pública a seguinte deliberação:


Fonte: CNCS


1. Constatar que no mês em avaliação, de uma forma geral, o desempenho editorial da comunicação social no seu conjunto não registou nenhuma ocorrência de realce susceptível de pôr em causa os fundamentos que balizam a intervenção reguladora deste Conselho.

 

2. A excepção deste clima vai para o semanário “Continente”, cujo desempenho recebeu uma nota negativa da avaliação feita pela plenária, na sequência do estranho jornalismo que vem praticando desde que surgiu no mercado, dominado por uma excessiva fulanização das matérias que são preenchidas com uma ostensiva e quase provocatória ausência do princípio do contraditório, o que coloca a publicação em rota de colisão com as traves mestras do jornalismo de referência.

 
3.Raramente as pessoas citadas pelo “Continente” com direito a fotografia na capa e em situações menos positivas para os seus interesses e para a sua imagem, são contactadas pelo referido jornal, tendo em vista o apuramento da veracidade dos factos imputados e a consistência das apreciações que lhes são feitas, o que configura, nomeadamente, um grave atentado aos direitos de personalidade protegidos pela Constituição e a Lei de Imprensa.
4. Até ao momento o “Continente”, desde que foi posto em circulação, ainda não fez chegar a este Conselho a documentação a que é obrigado por lei, onde se inclui o seu Estatuto Editorial.


5. Tendo em conta o clima de pré-campanha eleitoral que já se começa a sentir na actividade partidária dos futuros concorrentes e candidatos e no aumento da tensão política a nível nacional, o Conselho recomenda que a comunicação social e os jornalistas evitem ao máximo que o seu desempenho possa transformar-se num factor adicional de perturbação do debate em curso.

 

6. Neste âmbito, o CNCS vem reiterar a validade e a pertinência de recomendações anteriores deste organismo que apontam para a necessidade dos jornalistas observarem no período pré e pós-eleitoral um maior rigor, equilíbrio e isenção na cobertura da vida política nacional, tendo sempre em vista o direito constitucional que os partidos têm de receber tratamento igual por parte da imprensa.


Esta deliberação foi aprovada em plenária ordinária do Conselho Nacional de Comunicação Social, que contou com a presença dos Conselheiros:

 

António Correia de Azevedo – Presidente
Manuel Teixeira Correia – Vice-Presidente
Lucas Manuel João Quilundo
David João Manuel Nkosi
Mbuta Manuel Eduardo
Joaquim Paulo da Conceição
Francisco Alexandre Cristóvão da Silva
Maria Lucília de Jesus L. de Faria Baptista
Armando Garcia Benguela
Narciso de Almeida Pompílio
António Pedro Cangombe
Oliveira Epalanga Ngolo
Sebastiao Roberto da Conceição
Reginaldo Telmo Augusto da Silva
Rosalina da Rocha Antonio Mateta
Lucília de Oliveira Palma Gouveia


CONSELHO NACIONAL DE COMUNICAÇÃO SOCIAL, em Luanda, aos 29 de Julho de 2011. –
O Presidente,
António Correia de Azevedo


  • ARTIGOS RELACIONADOS

  • ARTIGOS RELACIONADOS

  • ARTIGOS RELACIONADOS

  • ARTIGOS RELACIONADOS

  • ARTIGOS RELACIONADOS

  • ARTIGOS RELACIONADOS

  • ARTIGOS RELACIONADOS

  • ARTIGOS RELACIONADOS

  • ARTIGOS RELACIONADOS

  • ARTIGOS RELACIONADOS

  • ARTIGOS RELACIONADOS

  • ARTIGOS RELACIONADOS

  • ARTIGOS RELACIONADOS

  • ARTIGOS RELACIONADOS

  • ARTIGOS RELACIONADOS

  • ARTIGOS RELACIONADOS

  • ARTIGOS RELACIONADOS

  • ARTIGOS RELACIONADOS

  • ARTIGOS RELACIONADOS

  • ARTIGOS RELACIONADOS

  • ARTIGOS RELACIONADOS

  • ARTIGOS MAIS LIDOS

  • LEIA TAMBÉM

  • LEIA TAMBÉM

  • LEIA TAMBÉM

  • LEIA TAMBÉM

  • LEIA TAMBÉM

  • LEIA TAMBÉM

  • LEIA TAMBÉM

  • LEIA TAMBÉM

  • LEIA TAMBÉM

  • LEIA TAMBÉM

  • LEIA TAMBÉM

  • LEIA TAMBÉM

  • LEIA TAMBÉM

  • LEIA TAMBÉM

  • LEIA TAMBÉM

  • LEIA TAMBÉM

  • LEIA TAMBÉM

  • LEIA TAMBÉM

  • LEIA TAMBÉM

  • LEIA TAMBÉM

  • LEIA TAMBÉM

  • LEIA TAMBÉM





Debate o tópico nas redes sociais:





Debate no Club-K:


NOTA: Os comentários postados neste portal são publicados sem edição prévia e são da exclusiva responsabilidade dos seus autores. Por favor, leia os Termos de Uso. O Club-K reserva-se ao direito de moderar os comentários suspeitos de conter palavras ofensivas e apagar os que não cumpram as regras.



Comentários Arquivados:



Actualizar comentários 

0 manuel jose 28-07-2012 13:25 #11
Os policias promovidos a subinspector subchefe ate agora, ainda nao receberam seu salario desde que foram promovidos a mais de um ano outros a mais de seis meses, estao sempre a ganhar o salario da patente antiga......... ......... JUDEM-NOS
0 SALVATERRA 05-08-2011 00:56 #10
fixe: Xe Reginaldo! Entao o CNCS, nao tem a sua sigla?
Nao seria consensual a sigla do CNCS em ves da tua cara? ou entao a do Correia de Azevedo(Preside nte) Xtas a correr muito. Cuidado com as tuas tendencias de Burro!
Tb ja estou a sentir bajulação da sua parte. Vc é um pau de dois ou mais bicos, rsos... sabes que te conheço bem, bandidinho!... fixe: piscar-olho: confuso: LoL gargalhadas: gargalhadas:
0 Ti Manfox 04-08-2011 21:51 #9
Xê mas nu é o kota Reginaldo nessa foto? Esse aí é mesmo o Riquinho Casablanca de certeza?!?!?!
0 pires feliciano mayimona 04-08-2011 18:59 #8
o melhor a fazer é arrumar todos os panflénto e por no lixo nota podre continua o mesmo .queremos jornalistas que fala coisas ao seu tempo e na hora certa.
0 Lázaro Bula 04-08-2011 17:56 #7
Já era tempo para isso. Aliás o artigo ainda não falou sobre a péssima escrita dos jornaleiros do "Continente".
0 TTerras do Norte 04-08-2011 17:20 #6
Tenho a lamentar, a atitude nada jornalistico deste "panfletozinho de fofoca". Maior parte das noticias que tem estado a publicar, contêm um pendor manipulador e por vezes com excessivo sensacionalismo .Digo com toda siceridade que não gosto das suas matérias, devido, não só pela pobreza dos seus conteúdos, mas também pelo facto de não serem sutentadas com o principio de contraditorio, ferindo com a ética e deontologias profissionais. Porém, como outro exemplo digno de má referência que tenho sobre este "panfletozinho da fofoca", tem a ver coma atitude reiterada plageadora de matérias de muitos órgãos, sem no entanto citar sequer as fontes, nem tão pouco os seus autores, violando intricicamente os direitos do autor plasmados na Lei de Imprensa da República de Anglola. Se fosse por mim, a Ministra da Comunicação Social Drª Carolina Cerqueira já deveria exibir o cartão vermelho para este "panfletozinho da fofoca" e em seguida ao seu encerramento, porque além das tulices que tem estado a protagonizar que em nada dignificam a classe, nem se quer esta legalizado
0 maiombe 04-08-2011 16:56 #5
Tenho a lamentar atitude nada jornalistico que este "panfletozinho" de fofoca tem estado a evidenciar n o país. maior parte das noticias que publica, contem um pendor manipulador e por vezes com excessiv sensacionalimo. Digo com toda sinceridade que não gosto das sua materias devido a pobreza dos seus conteudos e porque sobretudo não são retratadas na base do principio de ética e deontologia que norte a profissão. porém, como outro exemplo digno de má referencia que tenho sobre esse panfleto, tem a ver da sistematica atigtude plageadora a que tem estado votada, publicando materias de outros órgaos, sem no entanto citar sequer a fonte nem tão pouco o autor das mesmo, incorrendo numa flagrante violação dos direitos do autor. Se fose por mim a ministra da Comunicação deveria ordenar ao seu encerramento, com agravante de, até neste preciso momento não se ter ainda legalido.
+2 Diá Bazuka 04-08-2011 15:44 #4
Tenho acompanhado o trabalho deste jornal desde a sua saída. Confesso ser uma aberração e que o mercado jornalístico angolano já deveria tomar uma medida para acabar, de uma vez por todas, com este poluidor do mercado do médias nacionais. São toneladas de erros crassos que chegam a causar náuseas. É uma vontade clara de gastar papel, tinta e, claro está, dinheiro com mentiras que desabonam o jornalismo angolano. São calinadas atrás de calinadas e, sinceramente, não me revejo neste jornal das fotografias na capa. Profissionais medíocres, amantes da intriga e outras aberrações. Mau exemplo para um
jornalismo rigoroso, defensor do contraditório, investigativo que se pretende para o futuro da imprensa em Angola. Haverá mecanismos para encerrar as portas deste pasquim? Sou de opinião que, em condições normais, deveriam apenas existir publicações como o Novo Jornal, A Capital, Semanário Angolense e o País. Aí sim, veríamos que é quem...
0 zeca 04-08-2011 09:38 #3
O riquinho é o dono do Jornal Continente
+1 anonimo 04-08-2011 09:15 #2
porque têm a foto do Riquinho nesta noticia? e o mesmo nem é referenciado na noticia.
leftCLUB-K.net é um portal informativo angolano ao serviço de Angola, sem afiliações políticas e sem fins lucrativos cuja linha editorial consubstancia-se na divulgação dos valores dos direitos humanos, educação, justiça social, analise de informação, promoção de democracia, denuncias contra abusos e corrupção em Angola.

O CLUB-K.net foi fundado aos 7 de Novembro de 2000, e é integrado por jovens angolanos (voluntários), com missão representativa em diversos países e reconhecido a nível internacional como uma organização não governamental.

NEWSLETTER

Assine a nossa Newsletter para receber novidades na sua caixa de e-mail. "Gosta" da nossa página no Facebook para receber novidades na parede do seu perfil no Facebook.

INSERE O SEU E-MAIL