Luanda -  A secção   "Top Secreto" do semanário folha 8 anunciou  o Lançamento da obra dos jornalistas Coque Mukuta e Cláudio Fortuna conhecidos por estarem ligados a fantasiosas redes de “terroristas” inventadas pela secreta e ligadas ao bissemanário Folha 8, o qual se atreve a atacar outras redes “terroristas” sem medo nenhum de ser terrorizado, decidiram-se a lançar dentro de muito tempo uma verdadeira “bomba” nos meios de informação angolanos. Um livro sobre os bastidores das Manifestações de Luanda no ano 2011. eis aqui um pequeno estrato desse trabalho que será brevemente apresentado a público. 


Fonte: Folha8


Segundo os autores da referida obra, o apelo à participação da primeira manifestação que ouve em Luanda no decorrer de 2011 «foi feita por um cidadão até essa data anónimo, nas redes sociais (Fecebook, e Portais de Informação).

 

Numa quarta-feira, 23 de Fevereiro de 2011, pelas 14H45 minutos, publicou-se no site Terra Magazine uma entrevista que foi assinada pelo desconhecido Cláudio Leal, homem sem referências para a sociedade angolana, com o entrevistado Agostinho Jonas Roberto dos Santos, a propósito da então fictícia futura revolução de 7 de Março.

 

Nesse lance, o entrevistado disse: «O pseudónimo Agostinho Jonas Roberto dos Santos pertence a um só indivíduo que é o líder deste movimento. O movimento foi formado por jovens angolanos. A escolha do nome tem carácter simbólico, baseando-se na sequência de vida e morte dos protagonistas da nossa história, sem querer desejar a morte de José Eduardo dos Santos» revelou Agostinho dos Santos.



DEBATE NAS REDES SOCIAIS:




DEBATE NO ANÓNIMATO: