A carregar...

Situação Politica e Social em Cabinda preocupa a UNITA

1 1 1 1 1 Como classifica este artigo? 0.00 (0 Votos)

Nota de imprensa

Luanda - O Secretariado Executivo do Comite Permanente da UNITA, bastante preocupado com o agravamento da situação política e social em Cabinda, decorrente das medidas repressivas tomadas pelas autoridades polícias angolanas nos últimos dias contra o movimento reivindicatico dos trabalhadores da saúde, leva ao conhecimento da opinião pública, nacional e internacional, as seguintes posições:


1.     Apoiar e solidarizar-se com o movimento reivindicatico de todos os trabalhadores da saude em Cabinda como direito consagrado na Constituição da República de Angola.
 


2.     Condenar, nos termos mais enérgicos, a onda de repressão das forças da ordem e de segurança contra angolanos indefesos que em Cabinda reivindicam os seus legitimos direitos, constitucionalmente consagrados.
 

3.     Lembrar que a recorrência ao uso da violência, a perseguição, a intimidação, os assassinatos e a supressão das liberdades fundamentais dos cidadãos de Cabinda são prática quotidina, expressão das violações dos direitos humanos que ocorrem nesta parte do territorio nacional. Fruto destes actos de repressão, e da prática sistemática da violência, a enfermeira Margareta Antunes Bunga, de 30 anos de idade, integrante do movimento reivindicativo, foi severamente espancada nas áltimas horas, acabando por abortar.
 

O Secretariado Executivo do Comité Permanente da UNITA exige ao Executivo angolano pôr cobro a esta prática da violência e estabelecer sem delongas um diálogo de concertação social com o movimento reivindicato dos funcionários da saúde em Cabinda.


O Secretariado Executivo do Comite Permanente da UNITA apela a União Africana a envidar esforços diplomaticos no sentido de se encontrar uma solução política definitiva para o conflito militar em Cabinda entre o governo angolano e a Frente de Libertação do Enclave de Cabinda, FLEC.

 

Luanda, 6 de Fevereiro de 2012

O Secretariado Executivo do Comité Permanente da UNITA






Debate o tópico nas redes sociais:





Debate no Club-K:


NOTA: Os comentários postados neste portal são publicados sem edição prévia e são da exclusiva responsabilidade dos seus autores. Por favor, leia os Termos de Uso. O Club-K reserva-se ao direito de moderar os comentários suspeitos de conter palavras ofensivas e apagar os que não cumpram as regras.



Comentários Arquivados:



Actualizar comentários 

0 Mamona Mbuâ 09-02-2012 14:54 #12
Tudo isto significa que a independência de Cabinda, está para breve.
Durmamos e acordemos, relembrando que o MPLA, perdeu a autoridade politica de Cabinda.- Lamentavelmente , são os cabindas agora empurrados pelos colonislistas angolanos que neste momento fazem a p+olitica a favor do regime, principalmente as senhoras. O MPLA alegra-se com a conclusão do projecto que vai conduzir o petróleo e gás de Cabinda para o Soio, convencido que está tudo concluido, quando neste momento estamos a treinar especialistas para destruirem a conduta, pelo facto de na~o encarar um diálogo sério com a resistência. Venceremos.
0 Getaca 08-02-2012 11:20 #11
Independencia de Cabinda ja. Os Cabindenses reenvindicam seu status-. Que esperam, senhores do MPLA- significa Manuel Pinto Luis de Andrade
0 MATUMONA MAMBO 07-02-2012 21:22 #10
TUDO QUE ESSES FILHOS DAS PUTAS DOS GOVERNADORES FAZEM SÃO MANDATADOS PELO ENGENHEIRO DA MERDA JES, PRQ NÃO ENTENDO UM PRESIDENTE QUE SE DIZ QUE É ANGOLANO NÃO TEM PIEDADE DO SEU PROPRIO POVO, É LAMENTAVEL ESSE HOMEM É O PIOR SATANAS QUE O MUNDO JA VIU
+1 Bernard d San 07-02-2012 18:25 #9
Tudo bem, a situação d cabinda é realmente preocupante.Mai s também é bastante preocupante á atual situação no seio da Unita, sobre os alegados desvio de fundo , pactos secretos,verbas recebidas para silenciar alguns indivíduos, e tantas outras coisas. O silêncio da Unita diante destas acusações agrava mais a situação. Queremos ouvir da própria unita até q ponto é verdade? Mas atenção.Pela imprensa.
0 londrino 07-02-2012 13:14 #8
problema de Cabinda e que o MPLA colocou um espia Mawete para fazer vida cara a todos aqueles que sao contra o governo no poder, ele esta receber ordens do seu chefe JES
+2 loko 07-02-2012 12:45 #7
Algum dia Deus vai nos libertar deste satanas que foi e continua ser o dono do povo angolano.
0 diakite 07-02-2012 12:26 #6
OS REGULAMENTO SÃO PRESCRITO NÃO SO PARA OS DIRIGENTE QUE TRABALHAM DIREITAMENTE COM OS COLABORADORES LOCAIS. TEMOS QUE DENUNCIAR QUALQUER PRATICA QUE APONTAM OU MANCHAM O BOM NOME DO EXECUTIVO, PARA QUE HAJA MAIOR RELEVANCIA NOS CARGOS PUBLICO É NECESSARIO QUE O GOVERNO REFORMULE O SEU QUADRO PARA QUE PROBLEMAS DO GENERO SEJAM ASSUNTOS DO PASSADO, JA ESTAMOS EM ALTURA DE LEVAR ADIANTE E COM MUITA SIRIEDADE OS PROBLEMAS QUE MAIS TEM APOQUENTADO A POPULAÇÃO.
+1 Fantasma de Nito Alv 07-02-2012 11:11 #5
Ainda vão à tempo, aquilo esta e sempre esteve muito mau!

A provincia que dá mais dinheiro aos corruptos do Mpla e a que tem menos, votaram no Mpla agora é aguentar...

Já é hora de abrir os olhos meus patrícios, o Mpla nao presta nem para limpar o Mata K U
-1 LOPES 888 07-02-2012 10:58 #4
É NECESSARIO QUE HAJA UMA CINCRONIA DE PENSAMENTO PARA NÃO ESTRAPOLAR O QUE É POR NORMA ERRADO 0 MELHOR NESTE MOMENTO A FAZER É O EXECUTIVO LOCAL POR TERMO DIANTE DESSA SITUAÇÃO PARA QUE OS PROBLEMA NÃO SEJAM MAIORES E QUE NÃO PERMITE VIOLAR A LEI CONSTITUICIONAL O QUE PARA MIDIA NÃO PARECE LÁ MUITO BEM.
+2 Jose Telica 07-02-2012 10:49 #3
O comunicado da UNITA, enquanto maior partido da oposiçao em Angola, é bem-vindo. Quando a constituiçao foi aprovada com ausencia da UNITA no parlamento, o regime e toda a sua cafila de lambe-botas fustigou os deputados deste partido com todos os nomes possiveis e imaginaveis por se tratar, segundo eles, de uma atitude anti-patriotica . HOje, aqueles que celebraram com foguetes a aprovaçao da constiuiçao são, para a desgraça dos indigenas de Angola, os seus maiores violadores. Alias, nao só a violam como a vao pontapeando com argumentos sem cabimento dos juristas que se tornaram papagaios do regime. No caso da manifestaçao em Cabinda dos trabalhadores da saúde, pensamos que aqui nem é preciso falar de violaçao à constiuiçao porque simplesmente esta carta magna nao foi feita para cabinda. Para quem nao sabe Cabinda tem um estatuto especial a-constituciona l (nao contra a constituiçao mas fora da constituiçao) e a lei suprema é o bastao. Em qualquer parte do mundo dito civilizado por estas horas o comandante da policia em Cabinda ja estaria exonerado do seu cargo para enfretar um processo de responsabilizaç ao criminal pelo hediondo acto da perda de uma vida inocente cometida pelos homens sob seu mando, especialmente, o carrasco oliveira da silva. A UNITA devia exigir isto, pois, o primeiro valor defendido pela constituiçao de Angola é A VIDA HUMANA. Estamos ou nao diante da lei da impunidade?
leftCLUB-K.net é um portal informativo angolano ao serviço de Angola, sem afiliações políticas e sem fins lucrativos cuja linha editorial consubstancia-se na divulgação dos valores dos direitos humanos, educação, justiça social, analise de informação, promoção de democracia, denuncias contra abusos e corrupção em Angola.

O CLUB-K.net foi fundado aos 7 de Novembro de 2000, e é integrado por jovens angolanos (voluntários), com missão representativa em diversos países e reconhecido a nível internacional como uma organização não governamental.

NEWSLETTER

Assine a nossa Newsletter para receber novidades na sua caixa de e-mail. "Gosta" da nossa página no Facebook para receber novidades na parede do seu perfil no Facebook.

INSERE O SEU E-MAIL