Lisboa -  Um atribuído conflito de interesses, precipitou   o afastamento  do Jornalista angolano  Victor Silva “Cilito” das funções de Director Geral do “Novo Jornal”. A saída do  também administrador não-executivo do Jornal de Angola   foi patente a margem de  uma reunião dos acionistas da publicação ocorrida no  passado dia 29 de Março, em Luanda.     


Fonte: Club-k.net


A publicação  deverá ser, entretanto,   assegurada pelo actual  DG adjunto  Gustavo Costa  (que manifesta  pouco interesse no  desafio) e por um outro jornalista Manuel António  até a apresentação formal da nova direcção.   Paralelamente, a estas movimentações, o grupo  New Media,  que  é a empresa detentora do Novo Jornal  terá igualmente  um novo administrador executivo,   ligado ao Presidente  do Banco BESA, Álvaro Sobrinho de quem é cunhado. 


O Novo Jornal publicação ao qual a ESCOM   teria encurtado  apoio financeiro, em 2010,  está igualmente  ligado  a um  grupo econômico Porfírio, que detém   participações no Banco de Espírito Santos (BESA) e no Banco de Fomento de Angola (BFA).  Ambas as instituições fazem-se sentir junto a sede do jornal  por intermédio  de dois quadros, Emiliano Tavares (ESCOM) e o luso angolano Manuel  Dias ( BESA).


No ano  passado,  atribuiu-se a Sonangol  interesses  por esta  publicação, sem no entanto, ter  havido  registro de alguma formalidade. Manuel Vicente, o ex- PCA da petrolífera angolana é agora citado    como   parte interessada deste  projecto  de comunicação social  através  da  “Media Rumo SA” , sociedade onde esta também  o empresário português Pinto Balsemão.



DEBATE NAS REDES SOCIAIS:




DEBATE NO ANÓNIMATO: