Luanda - Fixem este nome “Silvio Franco Burity”, actual director nacional das alfandegas de Angola é um nome que vai ficar na historia de Angola, pela piores razões.

Fonte: facebook

Não me lembro em todos estes anos de actividade empresarial alguma vez ter visto uma instituição de direito publico como é a Alfandega Nacional a proceder “completamente contra a economia do pais e dos agentes economicos”.


Durante os ultimos meses a Alfandega Nacional “aumentou para o dobro os custos aduaneiros de produtos importados sem emitir qualquer justificação”, embora se saiba que a tabela de direitos aduaneiros é um instrumento da nossa politica comercial aprovada pela assembleia nacional, isso não foi tido em conta.


Ao alterar unilateralmente os custos aduaneiros, Silvio Burity esta a passar por cima de uma decisão da assembleia nacional e a desrespeitar a decisão do principal orgão de soberania nacional, ultrapassou as suas competencias e fê-lo de forma arbitraria, autoritaria e sem medir as consequências economicas da sua decisão.


Como se não bastasse, Silvio Franco Burity condicionou o desenlace aduaneiro ao pagamento da inspecção a uma empresa privada a Bromangol que cobra para uma inspecção $ 5’900,00, repito; cinco mil e novecentos dólares, que neste caso equivale a 20%, do valor da mercadoria.


Para ficarem com uma noção mais clara o custo de transporte de um contentor de Roterdão para Luanda custa $4’500,00, por isso a inspecção é mais cara que o custo de transporte da Europa para Luanda,...não percebo como Silvio Burity não enxerga estas incongruências.


Esta claro que Silvio Franco Burity é hoje um director incompetente para a responsabilidade que a Alfandega Nacional desempenha no contexto da economia actual, é um homem do passado, incapaz de perceber o impacto da sua decisão na economia, na elaboração dos preços, na criação de emprego e consequentemente na paz social que vivemos hoje.


O que se esta a passar na gestão da Alfandega Nacional de Sivio Burity já evidencia o seguinte :

1. Vulnerabilidade de manipulação de instituição publica.
2. Alteração arbitraria dos processos e taxas.
3. Introdução de empresa privada para obtenção de lucro em actividade publica.
4. Aumento da inflação.
5. Degradação do poder de compra.
6. Aumento da Pobreza.


O papel e o perfil psicologico do servidor publico nacional devem fazer parte da nossa consciencia civica colectiva, temos que exigir mais competencia e integridade de quem pretende ou exerça um cargo publico.


A dinamica instalada na nossa economia e as transformações em curso para criarmos uma economia de mercado prospera, moderna e geradora de emprego, necessita no caso das Alfandegas de um director nacional integro e competente, precisamente aquilo que já falta a Silvio Burity, na minha opinião o Presidente da Republica deve demiti-lo o mais rapidamente possivel sob pena de continuar a degradar a nossa economia.



DEBATE NAS REDES SOCIAIS:




DEBATE NO ANÓNIMATO: