Benguela –   O general na reforma, José Maria Teixeira de Matos foi afastado do cargo de director provincial da Associação dos Antigos Guerreiros de Angola (AAGA) em Benguela no passado dia 9, na sequência de acusações de  desvios de bens patrimoniais e valores avultados não revelados.

Fonte: Club-k.net

O afastamento do mesmo ocorreu a margem de uma Assembleia-Geral, marcada por tensão, onde os associados mostraram-se insatisfeitos fazendo  acusações frontais como a alegada  falta de prestação de contas e desvio de fundos em benefício próprio. Foi-lhe igualmente solicitado esclarecimento do paradeiro  de viaturas e tractores, bens pertencentes a AAGA.

Ainda a margem do clima tenso, o secretário nacional dos antigos Guerreiros de Angola,  Augusto José Kaluhako,  viu-se obrigado a fazer um discurso para acalmar os ânimos.

 “É normal a substituição de quadros porque o anterior director nunca apresentou relatórios de contas e deu destino incerto ao património da direcção”, disse José Kaluhako.

Neste mesmo acto elegeu-se o jurista  José Vieira da Costa para ocupar a vaga deixada por José Maria Teixeira de Matos.

A referida associação integra antigos guerreiros do MPLA, UNITA e FNLA.



DEBATE NAS REDES SOCIAIS:




DEBATE NO ANÓNIMATO: