Luanda - Excelentíssimo Senhor Cónego Apolónio,

Vimos por este meio, com a máxima simplicidade, dirigir-nos a Vossa Excelência, bandeira do Regime tantas vezes ululada nos órgãos oficiais de informação, para questionar o Vosso silêncio em relação a alguns acontecimentos ocorridos recentemente no nosso país.

Depois de Vossa Excelência ter servido, ou ter sido usado, como apologista da Ditadura implantada em Angola, estranhámos as Vossas mudez, surdez e cegueira pelos actos de abuso de força e de poder de um Regime que Vossa Excelência desejaria beatificar e canonizar. Felizmente, para tal, encontraria a firme de objectiva oposição de um Papa que pretende servir os pobres, o Papa Francisco.

Vossa Excelência, Cónego Apolónio, não tem nada para nos dizer depois da barbárie de que foi vítima a crente na Vossa Fé e na Vossa Igreja, a angolana Laurinda Gouveia? Vossa Excelência não tem opinião acerca do brutal espancamento sofrido por jovens, de idealismo pacífico, efectuado pelos Cangaceiros, polícias e milícias, do partido que abusa do poder? Vossa Excelência, Cónego Apolónio, não tem nada para nos dizer acerca do esbanjamento dos recursos económicos, que deveriam ser destinados ao combate à pobreza, durante as celebrações de mais um aniversário do cidadão José Eduardo dos Santos? Vossa Excelência, Cónego Apolónio, não veio a terreiro para criticar a fraude, a roubalheira, verificada no BESA? Vossa Excelência não tem nada para nos dizer sobre a usurpação de terras que está a ocorrer em Angola, em especial no Kwnza Sul, por parte de dirigentes do partido que Vossa Excelência, ainda recentemente, parecia querer beatificar e/ou canonizar?

Vossa Excelência está muito calado, Cónego Apolónio, relativamente ao facto de a posição, a nível mundial, do nosso país, no que se refere à Corrupção, ter piorado?!... Vossa Excelência, Cónego Apolónio, ainda tem discursos laudatórios, acerca do Regime angolano, depois de se saber que a mortalidade infantil é vergonhosa, nojenta, do pior que existe a nível mundial? Essas estatísticas são humilhantes para um país, com uma oligarquia doentiamente narcisista, que pretende ser membro, felizmente não permanente, do Conselho de Segurança das ONU?

Afinal, Cónego Apolónio, que ensinamentos recebeu Vossa Excelência de Jesus Cristo? Quais são as Vossas Visão, Missão e Espiritualidade? Que mensagem pretende Vossa Excelência fazer passar sobre o Cristianismo? O que é o Cristianismo para Vossa Excelência, Cónego Apolónio?

Nós temos a felicidadedade e um enorme orgulho de conhecer muitos membros da Igreja Católica, homens e mulheres de elevado valor humano, que, pelos seus ideais e práticas sentem-se envergonhados e enojados com os seus discursos laudatórios em relação a um Presidente e a um Regime de elevadas incompetência e incoerência política e desprezo pelos cidadãos angolanos em geral. Esses sim, esses homens e mulheres de que nos orgulhamos são cristãos, católicos, com uma espiritualidade altruísta, holística!

Vossa Excelência, Cónego Apolónio, parece-nos ser um barriga farta e um boca de aluguer ao serviço do Regime. Pedimos desculpa se estamos a pecar por defeito ao fazer essa afirmação.

Com os nossos melhores cumprimentos,

António Kaquarta



DEBATE NAS REDES SOCIAIS:




DEBATE NO ANÓNIMATO: