O director de Operações do comando da Polícia de Luanda, super-intendente Divaldo Martins, confirmou a detenção e realçou o impacto que teve a divulgação do vídeo com a sua imagem, obrigando-o a apresentar-se às autoridades.

«Julgamos que a estratégia resultou porquanto ontem mesmo foi possível fazer a sua detenção e ele neste momento encontra-se já detido. Está a ser ouvido em função de algumas informações que precisamos de recolher, fundamentalmente em relação à localização da jóia, neste momento decorre o interrogatório naturalmente que ainda não se pode avançar mais informações».

O assalto ocorreu durante o primeiro dos quatro espectáculos alusivos ao «Festival Internacional da Paz», promovido pela Casa Blanca, realizado na noite de quarta-feira, o que ocasionou não só a sua interrupção como forçou a encerrar antes da hora prevista, já que o músico condicionou o seu regresso ao palco à devolução da jóia roubada o que não aconteceu.

Este primeiro espectáculo ficou manchado pelo roubo, pela falta de segurança e pela desorganização, registada no horário agendado para o seu início. O evento inicialmente marcado para as 18 só começou às 21 horas.

Entretanto, a Polícia apresentou hoje em Luanda, os resultados da segunda fase da «Operação Tolerância Zero», em que mais de mil pessoas foram detidas, cento e cinquenta armas recolhidas e oitocentas motos rápidas apreendidas.

«Esta operação está a ser desenvolvida há já duas semanas e hoje vamos fazer aquilo que pode ser a avaliação em termos de resultados que foram alcançados. Nós temos em vista alguma avaliação positiva, fundamentalmente em função do número de detenções já feitas, neste momento estamos em mais de mil detenções, no âmbito das duas fases da operação, realce para o número elevado de armas de fogo que têm sido apreendidas vamos já em cerca de cento e cinquenta armas apreendidas e temos já o registo de mais de oitocentas motorizadas tipo rápidas apreendidas, para além de duzentas e onze viaturas também que têm sido fiscalizadas ao nível do código de estrada e outra legislação aplicável a segurança rodoviária».

O super-intendente Divaldo Martins disse ainda que comparando os registos criminais tem havido alguma diminuição na questão relacionada com os roubos e com os furtos e que esta diminuição nos índices criminais tem muito a ver com a actividade que está a ser desenvolvida pela Polícia.

* AMendes
Fonte: VOA



DEBATE NAS REDES SOCIAIS:




DEBATE NO ANÓNIMATO: