Luanda - O Ministério do Interior negou ontem informações segundo as quais o Presidente da República, João Lourenço, questionou ao ministro do sector, Ângelo da Veiga Tavares, na última sessão do Conselho de Segurança Nacional, sobre supostas execuções sumárias levadas a cabo pelo Serviço de Investigação Criminal (SIC).

Fonte: JA

Diz que foram apenas incentivados a combater o crime 

Em nota, o Minint esclarece que na agenda de trabalhos da referida reunião, realizada no dia 4, não constava qualquer ponto sobre supostas "execuções" sumárias.

 

O Conselho de Segurança Nacional incentivou a Polícia Nacional e o SIC a prevenir e combater o crime, particularmente o vandalismo de bens públicos, esclarece.


O Ministério do Interior apela à ponderação e serenidade dos cidadãos diante de algumas informações veiculadas, como no presente caso, cujo objectivo é manipular a opinião pública e descredibilizar as instituições do Estado e seus responsáveis.

 

 



DEBATE NAS REDES SOCIAIS:




DEBATE NO ANÓNIMATO: