Luanda - Por ocasião das celebrações do 53o aniversário da fundação da UNITA que têm lugar em todo o país, a Direcção do Partido vem através desta Declaração, saudar efusivamente todos os dirigentes, quadros, militantes, simpatizantes e amigos da UNITA, no país e no estrangeiro, que de forma directa ou indirecta têm contribuido para a concretização dos ideais proclamados a 13 de Março de 1966, em Muangai, Província do Moxico, sob a sábia e clarividente direcção do Presidente Fundador do Partido, Dr Jonas Malheiro Savimbi.


Fonte: MPLA

Comemorar o 13 de Março é também reconhecer e honrar os feitos de coragem e de bravura dos Conjurados da Luta de Libertação Nacional que percorreram com o Presidente.

 

Fundador caminhos longos e muitas vezes tortuosos para a dignificação dos angolanos.


Angolanas e Angolanos

 

53 anos depois, os ideiais que nortearam a fundação da UNITA, mantém-se válidos e actuais o que constitui motivo para um grande regojizo e para uma ampla e profunda reflexão sobre o seu papel e percurso histórico, considerando as várias etapas e vicissitudes por que tem passado o Partido ao longo de todos estes anos, cujo momento mais trágico e desolador foi o da perda em combate do seu Presidente Fundador, naquele fatídico dia de 22 de fevereiro de 2002, uma dura realidade que vem reafirmar a máxima segundo a qual “morreu o Líder, mas não morreu o seu projecto” de sociedade.


Podemos, deste modo dizer de cabeça erguida, e nas circunstâncias actuais, que o histórico e nobre projecto, inspirado no sofrimento do Povo Oprimido de Angola e implementado em Muanguai, constitui, sem sombra de dúvida, a única esperança e o único instrumento credível para a realização do Angolano na Pátria do seu nascimento.


Assente nos cinco pilares fundamentais: Liberdade e Independência total para os Homens e para a pátria-mãe; Democracia assegurada pelo voto do povo através de vários partidos; Soberania expressa e impregnada na vontade do povo de ter amigos e aliados, primando sempre o interesse dos angolanos; Igualdade de todos os angolanos na pátria do seu nascimento; e na busca de soluções económicas priorizar o campo para beneficiar a cidade, o Projecto de Muangai é actual e adaptável ao contexto de uma Angola pós independente, carente de soluções adequadas aos problemas mais básicos que assolam a sociedade angolana.


Fruto da má governação que se instalou no país há 43 anos, Angola e os angolanos vivem ainda momentos difíceis, de frustração, angustia e desespero dos seus filhos, sem que se vislumbre no horizonte garantias de se reverter o quadro calamitoso. As esperanças dos angolanos, como cantou e bem um dos músicos da nossa praça, continuam moribundas, o sonho de uma vida melhor que alimentou as energias de luta dos melhores filhos de Angola, não passou do sonho; o bem-estar é ainda uma miragem; Angola precisa urgentemente de mudanças politicas profundas para a dignificação dos angolanos.


Ao celebrar o seu 53o aniversário, neste ano da Consagração da Memória do Dr. Jonas Malheiro Savimbi, que coincide com a realização das suas exéquias, a UNITA reitera a sua firme vontade de continuar a pugnar pelos seus ideiais e pela defesa intransigente dos interesses dos angolanos, sem discriminação de qualquer índole.

 

A Direcção da UNITA declara solenemente, o seu compromisso para dar a sua contribuição aos esforços que visam a consolidação da paz, da unidade, da reconciliação nacional e da construção de um Estado verdadeiramente Democrático e de Direito em Angola.


Reitera a sua firme vontade e determinação de contribuir por todos os meios ao seu alcance para a implementação das Autarquias Locais em todos os Municípios, em obediência aos princípios do gradualismo funcional, contribuindo deste modo para o fim das assimetrias que têm marcado profundamente a gestão do actual executivo, e abrir assim caminho para o desenvolvimento social e económico sustentado, harmonioso e equilibrado.

VIVA O 13 DE MARÇO
VIVA O PROJECTO DE MUANGAI
VIVA A MEMÓRIA DO PRESIDENTE FUNDADOR DR. JONAS MALHEIRO SAVIMBI


Luanda, aos 13 de Março de 2019
O Secretariado Executivo do Comité Permanente da Comissão Política da UNITA

 



DEBATE NAS REDES SOCIAIS:




DEBATE NO ANÓNIMATO: