Luanda - O ex-futebolista Fabrice Maieco ''Akwá' afirmou, nesta quinta-feira, em Luanda, que desconhece a alegada atribuição, pelo Presidente da República, João Lourenço, de uma verba para pagar a multa de USD 260 mil, aplicada pela FIFA.

Fonte: Angop

A multa do antigo capitão da selecção nacional foi aplicada pelo órgão reitor do futebol mundial, na sequência de um diferendo com o clube Qatar SC, por causa da sua ausência para representar a selecção nacional de honras.


Na última segunda-feira, o antigo vice-presidente para as selecções nacionais, José Luís Prata, revelou que o valor da multa já teria sido entregue pelo Chefe de Estado.


No programa prolongamento da TV – Zimbo, afirmou que o presidente da FAF, Artur Almeida e Silva, "foi autorizado", pelo Presidente da República, a pagar a dívida de Akwá ao clube árabe.


Ouvido a propósito, o autor do golo que qualificou Angola ao mundial inédito "Alemanha2006" disse que os esclarecimentos do caso só podem ser dados pela Federação Angolana de Futebol, ou pelo Ministério da Juventude e Desportos.


Akwá sublinhou que foram os responsáveis dessas instituições que estiveram numa recente audiência com o Presidente da República, daí terem, eventualmente, as explicações.

"Estou a assistir mais este filme e à espera que a solução seja favorável à minha pessoa. Chega a ser vergonhoso tudo isto que estou a viver", lamentou o maior goleador dos "Palancas Negras".

A direcção da Federação Angolana de Futebol promete pronunciar-se brevemente sobre a questão de Akwá, que já leva mais de uma década.


Por conta dessa dívida, o ex-capitão da selecção nacional está oficialmente suspenso de qualquer actividade desportiva, pela FIFA.


Akwá começou a carreira profissional em 1992, no Nacional de Benguela, e passou em equipas portuguesas como Sport Lisboa e Benfica, Alverca e Académica de Coimbra.

Além do Qatar SC, jogou também, naquele país, pelo Al-Wakra e Al-Gharafa.


O atleta encerrou a carreira no Petro de Luanda, em 2008.



DEBATE NAS REDES SOCIAIS:




DEBATE NO ANÓNIMATO: