Lisboa - José Leitão da Costa e Silva, antigo ministro junto ao Gabinete do ex-Presidente da República, na década de 80/90, foi na tarde desta terça-feira (25),  ouvido pelo Serviço de Investigação Criminal (SIC) no seguimento de um processo em que uma antiga companheira reivindica uma residência supostamente construída pelo “ex-casal”.

Fonte: Club-k.net

Ex-companheiras vingam-se de membros do regime

A residência em disputa foi construída, entre o ano 1999/2000 e está localizada no município na Samba de fronte ao condomínio morro bento, do lado do mar. O antigo dirigente José Leitão da Costa e Silva terá vendido a residência, depois de ter desalojado a senhora no ano de 2013. Por outro lado, Maria Amelia Gonçalves levou o caso a justiça alegando que o terreno onde Zé Leitão construiu a residência pertence-lhe e sendo assim acredita ter direitos sobre a mesma, que somente o Tribunal poderá decidir. 


De acordo com antecedentes, este é o segundo caso, em que uma ex- companheira recorre a justiça para resolver problema de residência com um antigo ministro. Já em Fevereiro deste ano, o Club-K havia reportado que o antigo ministro Manuel Rabelais e uma ex- companheira, Luísa Joice estavam a resolver em tribunal um problema idêntico. O antigo governante havia comprado uma residência e de seguida passou uma procuração a senhora Luísa Joice, que depois recusou-se a devolver.


No argumento da justiça, a senhora Luísa Joice tinha uma procuração irrevogável e nesta condição podia fazer o que quisesse com a residência. Foi então emitida, pelo Tribunal de Luanda, uma providencia cautelar. O advogado do antigo ministro da Comunicação Social, decidiu recorrer da sentença.

 



DEBATE NAS REDES SOCIAIS:




DEBATE NO ANÓNIMATO: