Resposta formal à notícia publicada no Club-K

Exmos. Senhores.

Venho por este meio manifestar a minha indignação e repúdio pela notícia divulgada na vossa plataforma no dia 11/06/2019, com a informação “que um antigo superior hierárquico, Luís Fernando, procurado pela nova administração para esclarecimentos sobre os trabalhos da DTI, encontra-se incomunicável ou em parte incerta”.

NÃO ME ENCONTRO INCOMUNICÁVEL E MUITO MENOS EM PARTE INCERTA.

Ao abrigo do direito de resposta previsto na lei Angolana, DESAFIO O CLUB-K A PUBLICAR NA ÍNTEGRA ESTA MINHA MENSAGEM.

Na sequência da tomada de conhecimento no dia 20/06/2019 da exoneração do Conselho de Administração do BPC, ao qual eu pertencia na função de Administrador Executivo desde 27/03/2017, importa destacar os seguintes factos:

No dia 21/06/2019 solicitei formalmente a desactivação do meu username e respectivos acessos a todos os sistemas informáticos do BPC;

No dia 24/06/2019 entreguei ao actual Conselho de Administração, o meu Relatório de Fim de Mandato e Passagem de Pastas, composto por corpo e dezoito anexos, totalizando mais de 300 páginas;


No dia 26/06/2019, por minha solicitação, fui recebido pelo Sr. Eng. Emanuel Leopoldo, actual Administrador de pelouro das áreas que eu coordenada (DOQ e DTI);


Nesse mesmo dia entreguei o computador portátil que me tinha sido atribuído pelo BPC, tendo mantido o contacto de telefone móvel atribuído pelo BPC;


No dia 27/06/2019, por minha solicitação, fui recebido pelo Sr. Dr. André Lopes, actual Presidente do Conselho de Administração;


Em ambos os encontros referidos acima, prestei todos os esclarecimentos necessários e suficientes para assegurar a continuidade do Banco, no que dizia respeito às áreas e projectos sob minha coordenação;


Os meus contactos pessoais, e-mail e telemóvel, são do conhecimento de todos os membros do Conselho de Administração, actual e anterior, entre muitas outros colaboradores do BPC, Directores e Técnicos.


Até à presente data nunca recebi um e-mail ou fui convocado pelo actual Conselho de Administração para prestar esclarecimentos ou informação adicional;


Termino, referindo que após 27 meses a trabalhar para o BPC, tenho a convicção que em resultado do esforço e dedicação da equipa por mim lideradas, deixámos sem dúvida um Banco mais rigoroso, eficiente, seguro e inovador, facilitando em muito, deste modo, a missão do actual Conselho de Administração;


Po último importa corrigir que o meu nome é Luís Henriques Fernandes, e não “Luís Fernando” conforme se refere o artigo.


Esta mensagem foi enviada em BCC aos Exmos. Senhores Dr. André Lopes (PCA do BPC) e Dr. Alcides Safeca (ex-PCA do BPC) para conhecimento.

Sem mais outro assunto, subscrevo-me.

Luís Henriques Fernandes

(Ex-Administrador Executivo do BPC)

 



DEBATE NAS REDES SOCIAIS:




DEBATE NO ANÓNIMATO: