Lisboa – Depois do ex - SG do MPLA, Américo Boavida Neto ter declarado publicamente que nunca estaria “contra o camarada Presidente José Eduardo dos Santos”, agora é do actual líder do grupo parlamentar, Américo Cuononoca manifestar solidariedade aos vulgos “marimbondos”.

Fonte: Club-k.net

Cuononoca reage mal a despromoção do antigo Chefe da Casa Militar

Américo Cuononoca reagiu mal ao tomar conhecimento nesta quarta-feira (14), sobre o anuncio de que um colega seu havia solicitado a anulação da “Ordem do Comandante-em-Chefe n.º 27/17” deixada pelo ex- Chefe de Estado, José Eduardo dos Santos em que promove o general (três estrelas), Manuel Hélder Vieira Dias Júnior “Kopelipa”, a general de exército de quatro estrelas, na reforma.

 

Uma mensagem partilhada na rede WhatsApp atribuída a Américo Cuononoca, da conta que o líder da bancada manifesta veementemente a sua oposição a uma eventual despromoção militar a “Kopelipa” e coloca duvidas que algum colega seu tenha feito tal pedido. Na mensagem Américo Cuononoca culpa os “inimigos do MPLA e pede aos militantes do partido para ignorar”, o tema da despromoção do antigo chefe da casa militar de Eduardo dos Santos.

 

“Camaradas, muito boa noite. saiu uma notícia no CLUB-K, segundo a qual o Grupo Parlamentar do Mpla , através do seu deputado Ngomho, pede desproporção do general Kopelipa.”

 

“Camaradas, Tudo é falso, tudo mentira, tudo uma diabólica invenção . Vê-se mesmo que a corja dos detractores , inimigos do MPLA, não está a brincar em aspergir o seu fel e veneno contra tudo e todos”, lê-se na mensagem atribuída a Américo Cuononoca, partilhada pelo novo porta voz dos “camaradas”, Albino Carlos.

 

Segundo Américo Cuononoca “Podem nos picar mas não nos vão matar, como muito bem disse o nosso líder Cda PR JLO. Portanto ignore simplesmente. ACuononoca”.

 

De lembrar que antes de deixar o poder, o antigo chefe de Estado ao grau de militar de exercito. Para especialistas na matéria, a referida patente de quatro estrelas é reservada apenas para oficias generais que tenham chegado a função de Chefe de Estado Maior General das FAA (CEMGFAA), como foram os casos de João Baptista de Matos, Armando da Cruz Neto, Francisco Furtado, Agostinho Nelumba, Geraldo Nunda, e presentemente o general Egídio de Sousa Santos “Disciplina”.

 

O antigo chefe da Casa de Segurança, general “Kopelipa” nunca foi CEMGFAA pelo que não pode ser promovido a “general de quatro estrelas”, por isso, peritos na matéria, consideram ser uma patente ilegal.

Tema relacionado

JL enganado quanto ao CV do novo líder da bancada parlamentar do MPLA

 



DEBATE NAS REDES SOCIAIS:




DEBATE NO ANÓNIMATO: