Lisboa – O advogado Manuel Moreira Pinheiro solicitou a semana passada a Procuradoria Geral da República, a abertura de um inquérito contra o Juiz Presidente do Tribunal Supremo, Rui Constantino Cruz Ferreira, por suspeita de alegada pratica de “trafico de influência”.

Fonte: Club-k.net


A queixa de Manuel Moreira Pinheiro esta relacionada ao concurso para o provimento de um lugar de juiz conselheiro do Tribunal Constitucional, em que foi designado saiu vencedor o comissário Carlos Alberto da Silva.

 

Manuel Moreira Pinheiro participou no concurso, porém, notou que no processo (encontrado no cartório do Tribunal) de um outro candidato Adozinho de Jesus Marcolino da Conceição constavam uma carta assinada por Rui Constantino Cruz Ferreira, em que este juiz recomendava a indicação de Adozinho.

 

Adozinho de Jesus Marcolino da Conceição é subordinado de Rui Ferreira no Tribunal Supremo, onde ocupa o cargo de diretor do gabinete de Estudos. Para além de trabalharem juntos, Rui Ferreira, é muito ligado a um irmão de Adozinho, Aldemiro Vaz da Conceição com quem trabalhou há anos, na Presidência da República.

 

O advogado Manuel Moreira Pinheiro, considera que o acto do Juiz Rui Ferreira de enviar carta de recomendação ao então Presidente do concurso Raul Araújo foi seguramente um um acto de trafico de influencia, razão pela qual recorreu a PGR para a abertura de um inquérito.

 



DEBATE NAS REDES SOCIAIS:




DEBATE NO ANÓNIMATO: