Luanda - O internacional angolano sub-17 Osvaldo Capemba "Capita" tinha autorização para viajar com a selecção nacional para o Brasil, afirmou hoje, quinta-feira, em Luanda, a ministra da Juventude e Desportos, Ana Paula do Sacramento Neto.


Fonte: Angop

Falando à RNA, a governante disse desconhecer até o momento os motivos do atleta não ter embarcado, uma vez ter-se reunido na quarta-feira com os presidentes da Federação Angolana de Futebol e do 1º de Agosto para resolução do assunto.

 

Durante o encontro com os presidentes Artur Almeida e Silva e Carlos Hendrick, a posição do ministério foi que o jogador Capita devia viajar, já que não havia nenhum documento oficial que o impedia.

 

Segundo Ana Paula do Sacramento Neto, a FAF tinha o despacho de saída passado pelo Ministério, por isso o órgão reitor para o futebol tinha toda legitimidade para colocar o futebolista no avião.

 

Em virtude do acontecimento, a dirigente realçou que a FAF deve dar uma explicação à sociedade do que se passou, ou seja os reais motivos que estiveram no impedimento do jovem viajar.

 

Disse ser prematuro tomar uma decisão agora. “Temos um gabinete jurídico, vamos nos reunir com todos os envolvidos e depois ver o que fazer”, adiantou.

 

Soube-se igualmente que o jogador foi impedido com base num documento do Ministério do Interior (datado de 23 de Setembro do corrente) ), enviado aos Serviços de Investigação Criminal (SIC), Migração e Estrangeiro (SME) e direcção do aeroporto para segurança que atestava sobre a ilegalidade do mesmo se deslocar para fora do país.

 



DEBATE NAS REDES SOCIAIS:




DEBATE NO ANÓNIMATO: