Luanda - O Comando Provincial do Bengo da Polícia Nacional torna público que, tomou conhecimento da intenção de um grupo de activistas sociais realizarem uma manifestação com propósitos de reclamar a falta de água e de pagamentos de salários aos funcionários das EPAS/Bengo.

Fonte: PN

Este Comando foi ao encontro dos promotores da referida manifestação para indicar o trajecto que deveriam seguir e recorda-los que a lei só admite que as manifestações, em dias úteis de trabalho, bem como as indicações das medidas de biossegurança relacionadas a situação de calamidade pública, que deveriam ser observadas naquele momento.


No entanto, minutos depois do encontro, os organizadores que haviam concordado com o apelo da Polícia, procederam de forma contrária, colocando em causa a circulação de peões e veículos motorizados na via principal, não observaram as medidas de prevenção e combate à Covid 19, factos que obrigaram as forças da ordem a dispersarem a referida manifestação para se evitar resultados que colocassem em causa a segurança e saúde pública, bem como procedeu a detenção dos seus promotores, por desobedecerem e resistirem a ordem de dispersão.


A Polícia Nacional recomenda a todas as forças vivas da sociedade a observarem os pressupostos previstos nos normativos legais, especialmente neste período em que algumas medidas podem ser propícias para a propagação da COVID-19.

 

DEPARTAMENTO DE COMUNICAÇÃO INSTITUCIONAL E IMPRENSA DO COMANDO PROVINCIAL DO BENGO DA PN EM CAXITO, AOS 05.08.20.


O CHEFE DO DEPARTAMENTO.

PAULO MIRANDA DE SOUSA

INSPECTOR CHEFE

 



DEBATE NAS REDES SOCIAIS:




DEBATE NO ANÓNIMATO: