Luanda - O académico angolano e Diretor do Centro de Direitos Humanos e Cidadania da Universidade Católica de Angola, Wilson de Almeida Adão foi hoje, 04 de Fevereiro de 2021, eleito membro do Comitê de Peritos e Bem-estar da Criança , função com equivalência a Comissário da União Africana para os Direitos da Criança .

Fonte: GCI-CDHC

Wilson A Adão derrotou o candidato do Malawi na segunda volta, por expressivos 42-10 dos votos expressos dos Estados Africanos, o que mostra o excelente trabalho da Diplomacia Angolana.

 

O agora Honorável Comissário eleito, de 36 anos de idade, é um reputado especialista em Direito Internacional e Direitos Humanos, com um currículo académico e profissional notável.

 

Além de Director do prestigiado Centro de Direitos Humanos e Cidadania da UCAN, é também Coordenador da Clínica Jurídica de Direitos Humanos , a primeira e única no país. É docente da Faculdade de Direito da UCAN de Direito Internacional e regente de Direito Africano. É mestre e doutorando em Direito Internacional pela Universidade de Lisboa, tendo sido PHD Visitor do prestigiado Centre of Energy, Petroleum and Mineral Law and Policy da Universidade de Dundee, Escócia . Foi investigador do Dundee Lake and Oceans Institute, em matéria de delimitação de fronteiras.

 

Wilson A Adão é também um advogado experiente, tendo já trabalhado em reputados escritórios em Angola, Portugal e Escócia. Já foi também alto funcionário do Estado angolano, com categoria de Director Naciona, na Inspeção-Geral da Administração do Estado . Actualmente é membro de algumas comissões técnicas do Estado em matéria ligadas ao ensino superior e delimitação de espaços marítimos.

 

Presentemente, o Honorável Comissário eleito é uma das figuras mais destacadas da Sociedade Civil em matéria de direitos humanos. Sob sua liderança, o Centro de Direitos Humanos da UCAN realizou notáveis projectos nesta área, destacando-se o projecto Parlatório Virtual (que está a criar salas de vídeo conferência nas cadeias do país, para facilitar contacto dos reclusos com familiares e advogados, proibido em razão da COVID 19), Violência Doméstica em Período de COVID 19 (que apoiou mais de 2000 famílias vítimas de violência doméstica), bem como, este Centro hoje é o líder em Angola em matéria de formação avançada em Direitos Humanos.

 

A eleição de Wilson de Almeida Adão para Comissário Africano é uma excelente notícia para Angola e a sua Academia. É mais uma prova do empenho da juventude Angolana nas grandes causas nacionais e continentais.



DEBATE NAS REDES SOCIAIS:




DEBATE NO ANÓNIMATO: