Luanda - O deputado Manuel Fernandes foi eleito nesta terça-feira, 9, em Luanda, presidente da Convergência Ampla de Salvação de Angola-Coligação Eleitoral (CASA-CE), em substituição de André Mendes de Carvalho "Miau", que pediu a sua demissão na sequência de críticas feitas à sua gestão por quatro dos seis partidos que integram terceira força política angolana.

Fonte: VOA

Fernandes foi eleito por três votos a favor na eleição em que dois dos partidos da coligação se abstiveram, Bloco Democrático e Partido de Apoio para a Democracia e Desenvolvimento de Angola - Aliança Patriótica (PADDA-AP), que não subscreveram a carta que levou à renúncia de “Miau”.

 

“A CASA-CE tem a partir de hoje um novo presidente que toma posse ainda nesta semana, portanto a CASA-CE continua de pé, fiquem tranquilos militantes, a CASA-CE não vai ruir", afirmou Alexandre Sebastião André, um dos vice-presidentes da organização.

 

Manuel Fernandes é o terceiro presidente da coligação, depois de Abel Chivukuvuku, um dos fundadores, e André Mendes de Carvalho “Miau”, quem, segundo André, “está está connosco e não há crise”.

 

Fernandes toma posse na sexta-feira, 12, e vai dirigir a CASA-CE até as eleições de 2022.

 

A coligação foi criada em 2012, quando chegou ao Parlamento pela primeira vez sob a liderança do antigo dirigente da UNITA, Abel Chivukuvuku, que viria a ser afastado em Fevereiro de 2019, pelos partidos integrantes da CASA-CE.

 

André Mendes de Carvalho "Miau" foi então escolhido para a liderança, mas pediu a sua demissão no passado dia 5, depois de quatro dos seis partidos terem criticado a sua gestão e pedido a sua renúncia.

 



DEBATE NAS REDES SOCIAIS:




DEBATE NO ANÓNIMATO: