Lisboa - Um grupo de juízes angolanos que foi enviado no passado dia 8 de Janeiro para uma formação de formadores de Juízes na Universidade de Coimbra, em Portugal foi forçado a regressar a Luanda, por conta do agravamento de casos de contagio da infeção do Covid-19, neste país europeu.

Fonte: Club-k.net

O grupo regressou a Luanda, porém, para a programação da formação não ficar comprometida, a Universidade de Coimbra optou por uma segunda opção em que os mesmos fariam a formação “on-line”, a partir de Angola, bastando ter por perto um computador.


O envio deste grupo de juízes a Portugal foi marcado por forte contestação, levando a Associação dos Juízes de Angola fazer uma contestação questionando os critérios de seleção dos candidatos. O Presidente do Tribunal Supremo, Joel Leonardo foi bastante criticado por colocar na lista membros da sua família, tais como a filha Amélia Jumbila Isaú Leonardo Machado, o seu primo por afinidade, Daniel Modesto Geraldes, e uma jovem Juíza Antônia Kilombo José Damião, filha do seu amigo João Damião (ex - comissário da CNE).

 



DEBATE NAS REDES SOCIAIS:




DEBATE NO ANÓNIMATO: