Luanda - Caros Angolanos, muito bom dia, circula uma matéria nas redes sociais sobre a minha pessoa, onde se faz alusão que a minha esposa , possui empresas disso ou daquilo a prestarem serviços na Faculdade de Economia da Universidade Agostinho Neto, é uma inverdade grosseira. Não faz parte do meu DNA, trata-se infelizmente de mais uma tentativa de manchar o meu bom nome, pelos meus detratores. Como devem saber, o sucesso incomoda-os.

Fonte: Club-k.net

Desde Agosto de 2015, nomeado pelo falecido Ministro do ensino superior ciência tecnologia e inovação, até a data, elevei ao mais alto nível o nome dessa Faculdade.


Não entro em detalhes, mas que o diga a comunidade acadêmica atenta e os Angolanos atentos; que também o digam os próprios alunos , incluindo os já formados. Está sim a IGAE desde o dia 02.06.2021, a fazer o seu trabalho está. Obviamente e se calhar fruto, de denúncias sem nexo. Que têm como objetivo sujar o nome de Redento Maia, e omitir-se tudo de bom que foi feito e continua a ser feito Reconheço, que isso não passa de pura perseguição, mais por parte de uma corja de incompetentes, muitos dos quais defensores até de fraudes acadêmicas mas asseguro-vos que uma inspeção competente e rigorosa, não vai dar em nada, mais uma vez; porque nada do que é dito nas resides sociais tem sequer um pingo de verdade. Sou um Angolano e acadêmico, muito sério , exigente, e até mesmo comigo próprio, um acadêmico rigoroso, jamais cometeria erros de tamanha magnitude, não tenho receio de afirmar que sou mesmo um bom exemplo.


Em 2018 já recebi as mesmas autoridades, incluindo a inspeção do MINFIN, sem nunca ter constatado nenhuma imparidade nas contas da FECUAN, minúscula que fosse. Portanto um caso raro nessa Angola infelizmente de (N) casos de corrupção. Estou muito tranquilo e sereno. Agradeço reencaminharem essa mensagem para todos os grupos possíveis. Digo mais se os cobardes, autores dessas denúncias viessem dar a cara, levar-lhes-ia as barras do tribunal. O meu capital intelectual, incomoda até os que querem subir sem mérito e competência. Tenho dito em alto e em bom som, sem detalhar os louros que eu trouxe para a FECUAN, que infelizmente pretendem ofuscar, mas sem êxito.


Com alta consideração e respeito a todos, continuamos tranquilos e serenos para resolução dos assuntos institucionais sem nunca baixarmos a guarda, até porque quem não deve não teme; um abraço a todos que dispensaram seu tempo para a leitura dessa mensagem, que pretendo seja divulgada, atentamente, Redento Pedro Carlos Maia, Professor Catedrático desde Junho de 2006, altura que defendeu em Aula Magna para (Professor Titular),perante um júri altamente competente presidida pelo então Reitor da UAN João Teta, com a cobertura directa da TPA no ( Auditório); diga-se de passagem o primeiro a ascender a essa categoria docente na FECUAN por essa via ( apresentação pública-aula Magna), a história não mente registou, já consta dos seus anais.


Recordo aos Angolanos, que também sou um excelente patriota, participei da luta para a conquista da independência e ninguém pode ofuscar isso. Não é mero acaso constar da galeria ( classe)do generalato desse País na reserva. Isso deve ser realçado, embora sempre sentimos ter sido injustiçados, desculpem, talvez pelas origens que carregamos; não tem outra explicação.

Redento Maia, perdoem-me por alguns erros existentes eventualmente e involuntariamente no texto.

Redento Maia.

 



DEBATE NAS REDES SOCIAIS:




DEBATE NO ANÓNIMATO: