Lisboa - O Presidente de Angola, João Manuel Gonçalves Lourenço, e o seu homologo da Guiné-Bissau, Umaro Sissoco Embaló, estão em vias de fazer às pazes, na sequência de um entendimento encorajado pelo Chefe de Estado de Portugal, Marcelo Rebelo de Sousa, numa viagem a Bissau no passado mês de Maio.

Fonte: Club-k.net

Lourenço e Embaló estarão frente-a-frente no decorrer da cimeira da CPLP que acontece nos dias 16 e 17 de julho em Luanda. A chegada já reconfirmada de Sissoco Embaló foi antecedida por uma delegação que chegou nesta quarta-feira (13), a Luanda e alojada no novo hotel Continental.

 

Há poucos dias, Sissoco Embaló confirmou a sua presença garantindo mesmo que será um dos primeiros a chegar à Luanda, pondo fim ao período de hostilização mútua que deram lugar a irritações entre os dois estadistas.


A briga entre Lourenço e Embaló, foi acentuada quando o Presidente de Angola recebeu por duas vezes o candidato derrotado das eleições presidências na Guine Bissau num momento em que aquele país observava um contencioso eleitoral. Em reação, Sissoco Embaló fez pronunciamentos deselegantes contra o líder angolano que, por sua vez, viu-se obrigado a retirar de Bissau, o seu embaixador Daniel Rosa. Sissoco teria também irritado Lourenço receber o Presidente da UNITA, Adalberto Costa Júnior no passado mês de Maio.


Com a reaproximação que tem vindo a ter com o PAIGC, seguido do reconhecimento do antigo candidato derrotado deste partido, Domingos Simões Pereira, o líder guineense vê-se sem motivos para manter o braço de ferro com o seu homologo angolano, João Lourenço, por isso mesmo confirmou a sua presença na cimeira da CPLP, chegando a garantir que será um dos primeiros a chegar á Luanda.



DEBATE NAS REDES SOCIAIS:




DEBATE NO ANÓNIMATO: