Lisboa – O Presidente do Tribunal Supremo, Joel Leonardo está a ser criticado por ter conferido posse aos recém eleitos Presidentes e Vice-presidentes dos Tribunais da Relação de Luanda, Benguela e Huíla, sem o conhecimento do Conselho Superior da Magistratura Judicial, órgão responsável pela gestão dos Juízes, em Angola.

Fonte: Club-k.net

Segundo apurou o Club-K, Leonardo conferiu posse a nova liderança dos novos tribunais no dia 7 de Julho do corrente ano, pelas 14horas, no edifício do Conselho Superior da Magistratura Judicial. A cerimonia foi secreta pelo que não convidou os desembargadores  dos referidos Tribunais. A imprensa também não foi convidada.


Na ocasião, Joel Leonardo que é igualmente Presidente do Conselho Superior da Magistratura Judicial pediu aos empossados sigilo, por entender que a sociedade não pode saber sob pena de lhe colocarem perguntas sobre as quais não tinha resposta.


Na passada quarta-feira (4), Joel Leonardo comunicou ao CSMJ que havia de dar posse aos presidente e vice-presidente dos Tribunais da Relação, esta semana, pelo que meios competentes alegam estar diante de uma promessa não verdadeira, visto que os presidentes dos referidos tribunais já tomaram posse às escondidas, no passado mês de Julho.


Nesta última reunião uma funcionária do CSMJ que elaborava as actas das sessões, abandonou o Conselho. Diz que as actas são sempre alteradas pelo seu presidente. Joel Leonardo, segundo algumas fontes “altera sempre as deliberações, impondo na acta aquilo que o interessa. Ou seja, não importa o que foi deliberado pelos vogais, vai para a acta apenas aquilo que ele quer e da forma como entende”.

 



DEBATE NAS REDES SOCIAIS:




DEBATE NO ANÓNIMATO: