Luanda – Repórteres da Tv Zimbo “foram impedidos de captar imagens” do momento de desembarque do antigo PCA da TCUL (empresa pública de transportes), que teve lugar nesta terça-feira, no Aeroporto 4 de Fevereiro, extraditado de Portugal, indica uma denuncia do jornalista angolano Nelson Francisco Sul.

Fonte: Club-k.net

Abel Cosme era um foragido da justiça, envolvido no processo que levou a condenação do ex-ministro dos Transportes, Augusto da Silva Tomás. Segundo Os militares destacados no terreno alegaram falta de autorização para que os jornalistas fizessem o seu trabalho.


Recorrendo a Lei da Segurança do Estado, Nelson Francisco Sul, alerta que as únicas instituições que carecem de autorização para que a imprensa possa captar imagens no seu interior, são: unidades militares (Quartéis Generais), órgãos para militares (esquadras policiais) e órgãos de segurança do Estado (SINSE).

 

“Mais logo aguardo a condenação da comissão de gestão da Zimbo, do secretariado do Bureau Político do MPLA, e do Ministério das Telecomunicações, Tecnologia de informação e Comunicação Social”, escreveu o profissional na sua pagina do facebook, questionado de forma irônica que as instituições por ele citada teria coragem de reagir.

 



DEBATE NAS REDES SOCIAIS:




DEBATE NO ANÓNIMATO: