Lisboa - A delegação presidencial angolana que recentemente acompanhou o Chefe de Estado João Manuel Gonçalves Lourenço, na visita oficial à Espanha, foi objecto de reparos em meios jornalísticos daquele país por terem se excedido nos gastos de consumo no luxuoso hotel Ritz, durante os três dias de acolhimento.

Fonte: Club-k.net

JL IRRITADO COM CONDUTA DOS SEUS COLABORADORES

De acordo com apurações no momento do “Check Out” ocorrido no passado dia 30 de setembro, a caravana foi confrontada com uma fatura adicional de 34 mil, que conforme comunicação transmitida pela recepção, correspondiam a gastos de consumo no bar, restaurante. A comitiva angolana não mostrou resistência e comprometeu-se pagar a divida no dia seguinte – por transação bancaria - visto que era um valor que não dispunham de imediato. As fontes do Club-K, não poderem aferir se o consumo feito, tratou de refrescos (gasosa, sumo, Água) ou bebidas alcoólicas (Vinho, Wisky, bebidas espirituais) que os integrantes da caravana consumiram naqueles três dias de missão de serviço a Madrid. Há informações indicando que João  Lourenço soube do assunto já em Luanda, manifestando irritado com os seus subordinados. 

 

A presença da delegação despertou atenção na capital espanhola, pelo aluguer de cerca de 10 vans mercedes (Vianos) com capacidade de transportar sete passageiros, todas com a bandeira de Angola.

 

A caravana presidencial tinha estado antes em visita de trabalho a Washington, EUA, onde nas horas vagas, o Chefe de Estado angolano João Lourenço foi visto a fazer compras no centro comercial “Tysons Corner” no Condado de Fairfax, Virgínia, não muito distante da antiga residência onde vivia a primeira-dama Ana Dias quando ai estava como alta funcionária do Banco Mundial.

 



DEBATE NAS REDES SOCIAIS:




DEBATE NO ANÓNIMATO: