Praia — O primeiro-ministro de Cabo Verde vai participar na Cimeira da Democracia, uma iniciativa do Presidente americano Joe Biden a ter lugar em Dezembro.

Fonte: VOA

A confirmação foi dada por Ulisses Correia e Silva numa conversa telefónica mantida na noite de quinta-feira, 21, com o secretário de Estado americano Antony Blinken.

 

Num post divulgado nesta sexta-feira, 22, na sua página no Facebook, o Chefe do Governo cabo-verdiano revelou que Blinken “reconheceu a qualidade da democracia cabo-verdiana como uma referência em África e no mundo”.

 

“Reafirmei que a estabilidade, a democracia e a confiança são os principais activos de Cabo Verde que fazemos questão de proteger, cuidar e aprimorar”, disse Correia e Silva, revelando que “também confirmei a minha participação na Cimeira da Democracia”.

 

O “caso Alex Saab” também foi abordado na conversa entre Correia e Silva e Blinken, na qual, segundo o primeiro-ministro, ele sublinhou a “confiança na justiça cabo-verdiana que decidiu um processo complexo sujeito a muitas pressões”.

 

Por seu lado, Antony Blinken “garantiu o respeito pelo cumprimento das condições que garantem uma justiça justa e que tenha em conta os princípios constitucionais de Cabo Verde em matéria de extradição”, de acordo com o post que vimos citando.

 

Ulisses Correia e Silva reiterou ainda ao chefe da diplomacia americana o interesse do seu Executivo numa uma cooperação sólida com os Estados Unidos em matéria de segurança e defesa cooperativa e modernização da justiça.

 

O primeiro-ministro revelou ainda que o país vai receber em breve as vacinas da Pfizer, o que permitirá imunizar a população dos 12 aos 17 anos, tendo agradecido a ajuda dos Estados Unidos.

 

A Cimeira da Democracia acontecerá a 9 e 10 de Dezembro de 2021, será virtual e, a convite do Presidente Joe Biden, reunirá líderes de governos, da sociedade civil e do sector privado.

 

A iniciativa visa estabelecer uma agenda afirmativa para a renovação democrática e para enfrentar as maiores ameaças enfrentadas pelas democracias através de uma acção colectiva.

 

 



DEBATE NAS REDES SOCIAIS:




DEBATE NO ANÓNIMATO: