Ndalatando - O MPLA refutou esta segunda-feira, em Ndalatando, província do Cuanza Norte, acusações segundo as quais militantes do seu partido agrediram apoiantes da CASA-CE, no domingo, na comuna do Zenza do Itombe, província do Cuanza Norte.

Fonte: Lusa

Em resposta as acusações, o secretário para os Assuntos Políticos e Eleitoral do Comité Provincial do Cuanza Norte do MPLA, Osvaldo Caculo, responsabilizou os apoiantes da CASA-CE pelos incidentes que envolveram militantes de ambas formações políticas.

Segundo explicou, elementos afectos a CASA-CE, encabeçados pelo seu secretário provincial, cercaram e proferiram insultos a um grupo de apoiantes que realizava actividades políticas e recreativas num mercado local.

Ao lamentar o incidente, reforçou o apelo a paz e a convivência pacífica entre as forças políticas concorrentes as eleições gerais, para que o sufrágio decorra de forma ordeira (…).

Versão do acusador

O secretário provincial-adjunto da coligação, Olisio Santana Sebastião, acusou, em conferência de imprensa, que militantes do MPLA haviam agredido apoiantes da CASA-CE.

Na ocasião, informou que a acção provocou ferimentos ligeiros a três integrantes da CASA-CE, entre os quais o secretário provincial da coligação, António Francisco Hebo.

Afirmou ter apresentado uma queixa às autoridades policiais do município de Cambambe.

O que diz a Polícia

Por sua vez, o responsável do Gabinete de Comunicação Institucional e Imprensa do Comando Provincial da Polícia Nacional, Edgar Salvador, não confirmou a recepção de queixa alguma da CASA-CE.

O oficial da corporação referiu terem tomado conhecimento da ocorrência através dos agentes que foram chamados a repor a ordem e tranquilidade públicas (…).

A Política, acrescenta a fonte, já está a investigar o incidente.

Outras participações

Cinco participações de vários partidos concorrentes às eleições de 24 deste mês, sobre alegados actos de intolerância política, foram registadas pela corporação, desde o início da campanha eleitoral, a 21 de Julho último, até ao momento.

Dentre as principais queixas consta a retirada de bandeiras.

Indicou que dois cidadãos foram detidos e presentes ao Ministério Público, nesse período, acusados de retirada de bandeiras e dísticos de assembleias de voto.

Em face disso, apelou aos cidadãos a continuarem a pautar pela ordem, civismo e tolerância, para garantirem que as eleições decorram de forma ordeira e tranquila.

Concorrem ao quinto pleito eleitoral os partidos MPLA, UNITA, FNLA, PRS, APN, PHA,PRS e a coligação de partidos CASA-CE.



DEBATE NAS REDES SOCIAIS:




DEBATE NO ANÓNIMATO: