Dados disponíveis apontam que um amigo de nome Fredolyn lhe terá moldado sobre eventuais «positivismo»  a substrair do presente momento que o pais vive. Figuras, que com ele privam  observaram certo desafogo social  pelo que lhe são atribuído a aquisição de uma viatura e uma casa cuja origem questionam.

“10 pacotes” que era tido como amigo da UNITA, efectuou um acto de desvinculação a este partido. A cerca de uma semana o regime emprestou-lhe os microfones dos órgãos de comunicação públicos (TPA, RNA, JA e Angop) para emitir palavras contra a UNITA. Nos seus dizeres, o mesmo acusava o partido de Isaias Samakuva de fazer uso de uma das suas musicas sem previa autorização. Observadores interpretaram a novela como uma demarcação a possíveis conotação a UNITA que o habilitariam admissão ou abertura ao regime em Angola.

Dentro da UNITA, por exemplo, o rapper passou a ser visto como alguém em carência de convicção. É que depois de lançar-se contra os mesmos, o jovem musico empreendeu iniciativas junto ao Galo Negro que indicassem “arrependimento”  passando a imagem de que tivesse sido usado pelo MPLA.

A proximidade do rapper a UNITA terá se notabilizado quando a sua aparição em actividades artísticas promovidas pelo “Galo Negro”. A dada altura corriam rumores sustentados pelo mesmo  de que o regime pretendia “abate-lo”. Para  salvaguardar a sua integridade física o rapper havia abandonado a casa no bairro prenda para se refugiar numa das instalações em Viana pertencente a UNITA.

Outras Ligações partidárias

Existem igualmente informações que apontam ligação ou militância de Brigadeiro 10 Pacote ao partido  Frente para Democracia, não obstante a uma actividade cultural em Luanda em que teria se apresentado como militante das causas defendidas pela FpD.

Numa deslocação a Ndalatando, o rapper foi proibido de exibir as suas musicas criticas ao regime por um responsável local do MPLA, Manuel Domingos Gaspar “Domina” para mais tarde denunciar que as autoridades províncias desejavam mata-lo. O jovem fez na altura alguns telefonemas, como ele próprio anunciara, de entre  os quais um contacto com os escritórios da FpD, presumivelmente com Filomeno Viera Lopes que o ajudou a se livrar de alguma maldade.

Em inicio de Julho passado, 10 pacotes esteve presente numa actividade cultural da FpD tendo apresentado uma musica e reiterado a sua posição critica ao sistema. Fez também um elogio publico a Vicente Pinto de Andrade, futuro candidato a Presidência da Republica que estava ali presente.

10 pacotes goza de certa popularidade nas populações rurais.Viveu em Paises como Africa do Sul/Cape Town e Brasil. De regresso a Angola notabilizou-se com a canção «o governo toca mais uma guitarra».

Fonte: Club-k.net



DEBATE NAS REDES SOCIAIS:




DEBATE NO ANÓNIMATO: