Luanda — A UNITA considera que a legalização da Fundação Jonas Malheiro Savimbi é um passo importante para o processo de reconciliação do país.

Fonte: VOA

Evaldo Evangelista, Secretário da Comunicação e Marketing da UNITA, do Galo Negro, lembrou que o processo que conduziu à criação da fundação e que durou dois anos “foi um processo levado a cabo pelos filhos”, que cumpriram “todos os pressupostos legais que a nossa lei exige da fundação”.

 

Para Evangelista a decisão pode ser vista “como um sinal de reconciliação nacional”.

 

A legalização da fundação foi tornada pública esta semana. Helena Savimbi, porta-voz da fundação e filha de Savimbi, diz que "a legalização da Fundação Jonas Malheiro Savimbi representa a materialização de um desejo dos filhos, família e amigos que gostariam de verem promovidos os ideais do patrono da instituição”.

 

A Fundação Jonas Malheiro Savimbi, sem fins lucrativos, vai ter como objetivos apoiar projectos sociais e trabalhar com pessoa com necessidades especiais, adiantou Helena Savimbi.

 

“Trabalhar com os excluídos para a sua dignificação, a valorização do angolano nas áreas da educação, ciência, cultura, ecologia, infância, empoderamento da mulher e o acervo histórico de Jonas Malheiro Savimbi e outros influentes patriotas angolanos”, disse a porta voz que acrescentou que o passo seguinte será constituir os órgãos sociais, de acordo com os estatutos.

 

A Fundação Jonas Malheiro Savimbi tem a sua sede já em funcionamento "na Rua 3, Casa 256, Urbanização Nova Vila”, disse.

 

Ainda segundo Helena Savimbi, a organização tem como coordenador-geral o antigo presidente da UNITA, Isaías Samakuva. Savimbi explicou que Samakuva “está a dirigir um vasto grupo de trabalho que vai culminar com o primeiro ato público da Fundação Jonas Malheur Savimbi no mês de agosto”.


“Nessa ocasião, várias informações úteis serão tornadas públicas”, informou a filha de Savimbi, afirmando ainda que a fundação “estará aberta para receber os contributos ou contribuição de todas e todos, sobretudo dos jovens que concordam com os valores decididos”.