Sua Excelência
Senhor Governador de Luanda

Sua Excelência
Senhor Ministro das Finaças


Assunto: Analise sobre a vida dos trabalhadores de limpeza urbana

Luanda, 11 Dezembro de 2012

Exmos Senhor
As minhas cordiais saudações.


Prezados Srs. Governador de Luanda e Ministro das Finanças

É com grande tristeza que escrevo para vós, pois quero falar de uma situação que sinceramente, me parece que como governantes os Srs. deviam ter a capacidade de pensar nos prós e contras da mesma.

Já lá vão mais de dois meses que tem havido uma reclamação por parte de muitos luandenses sobre o enfraquecimento dos trabalhos de recolha de resíduos sólidos (lixo), por parte das operadoras de limpeza. Nas últimas semanas em muitas delas os trabalhadores começaram a paralisar os seus trabalhos, pelo facto de estas empresas estarem por mais de dois ou três meses sem os pagar o devido salário.

Prezados Srs.

Nesta semana, o volume de reclamações cresceu, e o clamor dos muitos habitantes se tem feito ouvir com grande intensidade. Para o meu espanto ouvia eu a rádio Luanda, a nossa rádio Kianda e no momento em que ouvia estava exactamente a passar uma reportagem sobre, onde o vosso homem do gabinete de comunicação falava sobre o lixo que estão a comprar no Kalawenda, e que até as contas não batem certo, e falou
também sobre as operadoras, alegando não haver necessidade destas paralisarem, mas que reconhecia os atrasos nos pagamentos, alegando que nos próximos tempos deverá estar sanada esta situação.

Prezados Srs.

Como é que estes trabalhadores não vão cruzar os braços se os mesmos têm família, se os mesmos ganham mal, e com o pouco que ganham de dar no duro para sobreviver. Meus senhores, lhes posso garantir que só andar em Luanda tem custos, andar mesmo só, de um determinado local para outro tem custos, e não sei se os Srs. têm ideia disto?

Esqueceram por acaso os Srs. que estes homens que andam nas ruas a recolher o lixo, também são seres humanos, pais de famílias, homens com ambições, tal como os Srs?

Esqueceram-se os Srs. que o facto de estes recolherem lixo, são cidadão angolanos e merecem um digno tratamento, tal como vocês na qualidade de governantes?

Esqueceram-se os Srs. que estar mais de três meses sem salários causa muitos transtornos na vida de qualquer pessoa que vive simplesmente do salário?

Meus senhores, estes são pessoas como os Srs. e não bois que puxam carroça ou qualquer outro elemento de tracção animal.

Tenham por favor mais vergonha nas vossas caras, e sejam pelo menos um pouco mais humanos, e nem vale a pena virem com história de que as direcções das empresas têm de saber contornar, porque havendo lucros ou não, o nível de gastos que se faz numa operadora e eu sei muito bem como é, não se compadece com a possibilidade de ficar dois ou mais meses sem o pagamento que é devido pelo trabalho das mesmas.

Lhes posso garantir que mesmo tendo muita coisa em desfavor de muitas direcções das empresas de recolha de lixo, tenho de reconhecer o esforço que fazem para que muitas vezes mesmo sem receber um tostão do estado, para poderem manter por algum tempo os pagamentos em dia, mas verdade seja dita, depois elas deixam de se aguentar e rebentam-se pela costura, endividam-se muitas vezes algumas até para pagar salário.

Por favor, olham para estes guerreiros, pois fazer limpeza em Luanda é um risco muito grande, e não sei se os Srs. fazem ideia dos inúmeros riscos que este heróis estão expostos.

Meus Srs. por favor, mais amor, mais compaixão pelos cidadãos que procuram honestamente ganhar o seu pão, que confiaram no projecto de governação do nosso MPLA (pelo qual os Srs. estão aí), que até está de parabéns.

Meus governantes, venham para a periferia, venham acompanhar pelo menos uma vez de noite o trabalho destes guerreiro e também de outros tantos, vocês verão que a nossa cidade não é fácil, e que estes homens merecem mais dignidade e respeito.

Olhem só, esta a chegar o natal, muitos deles estarão a trabalhar em plena noite de natal, enquanto nós estaremos com as nossas famílias a fazer a santa ceia, mas muitos deles estarão de folga, então também merecem ter a sua ceia com as suas famílias, mesmo que não for com bacalhau, temos o nosso lindo peixe seco, que com os seus míseros kwanzas podem muito bem comprar, e com umas batatinhas e companhia podem muito bem ter em suas mesas.

Meus Srs. agradeço que reflictam um pouco mais sobre este povo que governam, olhem para nós como pessoas e não como peixinhos.

Reconheço que governar não é uma tarefa fácil, mas também reconheço que com vontade verdadeira e sentido puro de compromisso as coisas se realizam.

Fico por aqui... Um abraço de paz

Santana de Maria



DEBATE NAS REDES SOCIAIS:




DEBATE NO ANÓNIMATO: